Portal do Governo Brasileiro
Menu

PREVBarco: aos 14 anos, integrando a Amazônia

03/02/2012 10:14

Sem esse atendimento, os ribeirinhos teriam que navegar, em alguns casos, por até 22 dias pelos rios da Amazônia para serem atendidos

Da Redação (Brasília) – Aos 14 anos de serviços prestados à populaçãio da Amazônia, as unidades móveis flutuantes da Previdência Social (PREVBarco) contam hoje com um aparato tecnológico que permite realizar os mesmos serviços oferecidos nas agências fixas da Previdência Social. São 11 embarcações, incluindo quatro navios da Marinha do Brasil e três do Pronto Atendimento Itinerante (PAI), estes em convênio com o Governo do Estado do Amazonas.

O PREVBarco foi implantado em 12 de setembro de 1997, com o nome de Posto Flutuante, quando atendia a região Oeste do Pará, conhecida como baixo amazonas. Na primeira viagem, em 1998, visitou 36 municípios. O objetivo era facilitar o acesso dos segurados aos serviços da Previdência Social nos municípios onde não havia Agência da Previdência Social.

A dimensão geográfica do Pará foi levada em consideração na concepção do projeto. O Pará é o segundo maior estado da federação, ocupando uma área territorial com mais de 1,2 milhão de quilômetros quadrados, distribuídos em seis mesorregiões, 22 microrregiões e 143 municípios, os quais interligam-se por meio de hidrovias, aerovias e rodovias. Naquela época, o ribeirinho viajava até a agência de Santarém, a única da região Oeste, por mais de 48 horas, ocasionando a permanência do beneficiário durante a noite na porta da agência, aguardando o atendimento.

Balanço 2011 – Apenas as quatro unidades próprias da Previdência Social realizaram 33.804 atendimentos em 2011. As navegações deste ano foram encerradas no último dia 17 de dezembro, com previsão de retorno agora em fevereiro de 2012.

Para o chefe de Divisão de Atendimento da Superintendência Regional Norte-Centro-Oeste do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Anderson Plácido Fernandes de Oliveira, os resultados das quatro unidades flutuantes são compatíveis com os de uma agência fixa de pequeno porte. No entanto, são as peculiaridades do barco que o tornam importante na missão de reconhecimento de direitos da Previdência Social.

“A função básica do PREVBarco é conceder benefícios, levar cidadania aos brasileiros. Sem esse atendimento, os ribeirinhos teriam que navegar, em alguns casos, por até 22 dias pelos rios da Amazônia para serem atendidos em uma agência fixa da Previdência Social”, afirmou Anderson.

Em outubro de 2011, além da programação regular, as duas unidades PREVBarco I e II do Pará estiveram em três cidades paraense, durante ao Operação Cidadania Xingu. O objetivo era levar ações sociais à população que vive nas proximidades da Usina Hidrelétrica (UHE) de Belo Monte.

Atendimentos - Ao longo de 2011, o PREVBarco Manaus I visitou 23 municípios em seis missões de navegação pelos Rios Negro, Madeira e Solimões, entre os meses de fevereiro a dezembro. Nesse período, foram feitos mais de 15 mil atendimentos e liberados mais de 2.600 benefícios da Previdência Social.

Segundo o gerente da unidade, Clizares Doalcei, o trabalho contou com a ajuda de 54 servidores do INSS de diversas localidades do País. “Podemos visualizar a necessidade de conservar esse serviço itinerante para chegarmos às localidades mais distantes. Com isso, a Previdência cumpre sua missão, que é garantir proteção para o trabalhador e sua família, promovendo o bem-estar social”, disse.

O PREVBarco I – Belém (PA) percorreu 20 municípios abrangendo a Ilha do Marajó e localidades do Baixo e Alto Tocantins, realizando 5.862 atendimentos diversos.

Após diversas missões por 11 municípios, o PREVBarco II Santarém (PA) retornou ao porto com 7.559 atendimentos realizados. Segundo a gerente, Anne Nazaré Guedes, o benefício mais procurado foi o salário-maternidade, com 1.423 requerimentos, seguido da aposentadoria por idade, com 824 solicitações.

A Unidade PREVBarco de Rondônia percorreu os rios fronteiriços entre Brasil e Bolívia, pelas águas do Guaporé e do Mamoré. Foram três viagens, a partir de maio 2011, com 5.162 atendimentos. Nesse período, a embarcação visitou sete municípios onde estão localizadas 13 aldeias indígenas e oito comunidades extrativistas.

Modernização - Também em 2011, os PREVBarcos foram modernizados com a instalação do Sistema de Gerenciamento do Atendimento (SGA), um software que controla e acelera o atendimento aos segurados, facilitando o planejamento do fluxo de pessoas e servidores nas agências.

Os atributos de atendimento ao cidadão, inclusão social, além de maturidade e consolidação do projeto colocaram o PREVBarco, em 2011, entre os cases de sucessos da administração pública selecionados pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). (Camilla Andrade e Verônica Assumpção)

FERIADO: Central 135 funciona na terça-feira apenas para atendimento eletrônico

11/11/2011 10:13

Segurado que quiser agendar serviços poderá fazê-lo pela internet

Da Redação (Brasília) – A Central 135 funcionará nesta terça-feira (15), durante o feriado de Proclamaração da República, somente para atendimento eletrônico. As Agências da Previdência Social também não terão expediente no feriado. Já o atendimento pela internet não sofrerá qualquer alteração.

Na segunda-feira que antecede o feriado (14), o canal remoto funciona normalmente. Contudo, não haverá atendimento nas Agências da Previdência Social, em decorrência de ponto facultativo para a celebração do Dia do Servidor Público, conforme a Portaria SE/MP n° 870, de 24 de outubro de 2011.

Durante o feriado, o usuário pode utilizar o portal da Previdência Social (www.previdencia.gov.br), que funcionará normalmente. Na Agência Eletrônica, o segurado pode agendar atendimento nas agências para requerer benefícios ou outros serviços previdenciários, fazer simulações e obter informações. Quem não é inscrito na Previdência Social também pode fazer sua inscrição no portal.

O atendimento nas agências e na Central 135 volta ao normal nesta quarta-feira (16). Para falar com um atendente da Central, o cidadão deve ligar de segunda a sábado, das 7h às 22h. com exceção de São Paulo e Bahia, nos quais o atendimento será das 8h às 23h. Isso porque esses dois estados, apesar de aderirem ao horário de verão, são atendidos pela Central de Caruaru, em Pernambuco, estado que não adere à medida. O atendimento eletrônico da Central continua funcionando 24 horas.

A ligação para a Central 135 é gratuita, se feita de um telefone fixo, e tem o custo de uma chamada local, se feita de celular. Aos domingos, o canal funciona apenas para atendimento eletrônico.

Informações para a Imprensa
(61) 2021-5873
Ascom/MPS

Informações para o Cidadão
Ligue 135