Aposentados que recebem pela Caixa podem sacar nas lotéricas

Publicado: 01/12/2000 12:24
Última modificação: 03/09/2015 11:14

Mais de 3.600 casas lotéricas começam a pagar benefícios hoje

Da Redação (Brasília)- A partir de hoje (1º), os aposentados e pensionistas que recebem benefícios do INSS na Caixa Econômica Federal, podem fazer os saques em 3.635 casas lotéricas. O novo serviço será lançado daqui a pouco, às 15h, em São Paulo, pelo ministro da Previdência e Assistência Social, Waldeck Ornélas, e pelo presidente da Caixa, Emílio Carazzai.

No primeiro dia útil de janeiro, quando o INSS começa a pagar os benefícios de dezembro, todas as sete mil lotéricas instaladas no País estarão aparelhadas para fazer os pagamentos. O ministro Waldeck Ornélas diz que “essa parceria com a Caixa é mais um avanço do Programa de Melhoria do Atendimento, que está colocando a Previdência Social mais próxima dos segurados, com serviços cada vez mais ágeis e eficientes”.

Já o presidente da Caixa, Emílio Carazzai, ressalta que “o novo serviço facilitará o saque dos benefícios previdenciários, até mesmo onde não há agências bancárias”. Para fazer o saque numa casa lotérica, o aposentado ou pensionista deve apresentar o cartão magnético da Previdência Social ao operador do terminal eletrônico financeiro.

Das 19,5 milhões de pessoas que recebem benefícios do INSS, 2,2 milhões retiram seus pagamentos na Caixa, sendo que dois milhões deles (92%) têm o cartão magnético necessário para o saque nas lotéricas. Os 8% restantes recebem diretamente em conta-corrente, mas também poderão fazer saques na rede de casas lotéricas.

A rede de lotéricas está sendo ampliada. Cerca de duas mil novas lojas estão sendo abertas ainda este ano, facilitando ainda mais a vida dos segurados do INSS que recebem benefícios pela Caixa Econômica Federal.

O lançamento será na Agência Jardim Paulista da Caixa, Rua Estados Unidos, 476. Logo após fazem a demonstração do pagamento na Casa Lotéria Estados Unidos, na Rua Pamplona, 1864, bairro Jardim Paulista – São Paulo.

Ouro Preto aquece sua economia com R$ 314 milhões em benefícios da Previdência

Publicado: 30/11/2000 18:15
Última modificação: 03/09/2015 11:14

A cidade é Patrimônio Histórico da Humanidade e um dos 527 municípios mineiros que sobrevive com os recursos pagos pela Previdência Social

De Belo Horizonte(MG) – De janeiro a setembro/2000 a Gerência Executiva do INSS em Ouro Preto somou valores acima de R$76 milhões na arrecadação previdenciária e pagou mais de R$314 milhões em benefícios. No mesmo período do ano passado foram pagos quase R$ 300 milhões em benefícios. BR>
A cidade de Ouro Preto, Patrimônio Histórico da Humanidade é um dos 527 municípios mineiros que sobrevive com o valor inserido na sua economia, mensalmente, por meio do pagamento dos benefícios previdenciários. Os recursos pagos pela Previdência aos moradores de Ouro Preto é bem superior ao valor recebido pela prefeitura do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que o ano passado foi de menos de R$ 4 milhões. BR>
A Gerência Executiva do INSS, em Ouro Preto, faz parte hoje da mudança estrutural e regimental do INSS, dentro do Programa de Melhoria da Qualidade de Atendimento, com a prestação de serviços à população em agências modernas e informatizadas.

A Gerência do INSS em Ouro Preto também atende os moradores dos municípios vizinhos de Barão de Cocais, Caeté, Itabira, Itabirito, João Monlevade, Nova Era, Mariana, Nova Lima, Raposos, Ponte Nova e Sabará.

Ministro da Previdência critica ação de intermediários

Publicado: 30/11/2000 15:37
Última modificação: 03/09/2015 11:14

Waldeck Ornélas garante que as agências da previdência estão bem equipadas para atender a população que não precisa de intermediários para conseguir os benefícios

Do Rio de Janeiro(RJ) – “Não transijo com a corrupção, as fraudes e as ‘marmeladas’ causadas por despachantes que dificultam o ingresso do segurado no Regime Geral da Previdência”. A afirmação é do ministro da Previdência e Assistência Social, Waldeck Ornélas, durante uma coletiva no Curso de Formadores em Previdência Social, uma parceria do Ministério da Previdência e Assistência Social, Funprev (Fundação Anasps) e Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro).

O ministro ressaltou também o serviço dos quiosques de auto-atendimento, o PREVFácil, que agilizam o atendimento dos clientes. O PREVFácil orienta e informa o segurado com rapidez sobre a documentação necessária para dar entrada em qualquer tipo de benefício.

Os segurados da Previdência Social não precisam de intermediários, como despachantes, para obter os benefícios previdenciários. Eles poderão dirigir-se diretamente a uma das agências da Previdência Social que contam com uma estrutura modernizada e estão preparadas para prestar mais de 180 tipos de serviços. Na mesma unidade, é possível solicitar aposentadoria e outros benefícios em que não seja necessária a realização de perícia médica; obter extratos de contribuições, de débitos e parcelamentos, inscrição de contribuintes individuais, entre outros serviços.

Para alguns tipos de atendimento, o cidadão nem precisa sair de casa. O PREVFone oferece sistema gratuito de informações e orientação através do telefone 0800 78 0191, além de poder agendar dia e hora para atendimento do segurado em qualquer agência da Previdência Social.

Líderes comunitários participam de curso sobre a Previdência Social

Publicado: 27/11/2000 16:53
Última modificação: 03/09/2015 11:14

Padres, sindicalistas, membros de ONG também assistem às aulas

Da Redação (Brasília) – Líderes comunitários de favelas ligados ao Movimento Viva Rio, padres, membros de organizações não-governamentais e sindicalistas são apenas alguns dos 65 participantes do Curso Formadores em Previdência Social, que começou hoje e vai até esta sexta-feira (1º/12), no Rio de Janeiro. O curso, promovido pelo Ministério da Previdência e Assistência Social em parceria com a Fundação Anasps (Funprev) e a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) tem o objetivo de transformar membros da sociedade organizada em agentes multiplicadores das ações da Previdência Social.

“Cada um dos participantes poderá atuar do seu modo na conscientização dos trabalhadores em relação à importância da Previdência Social. Um padre, por exemplo, comprometeu-se a fazer um sermão em sua paróquia sobre o tema”, diz o secretário de Previdência Social, Vinícius Pinheiro. O secretário fez a primeira palestra, abrindo o curso esta manhã. Atualmente, 38 milhões de pessoas estão fora do sistema previdenciário. Elas correm o risco de, na velhice, dependerem da caridade de parentes e amigos para sobreviverem. “É preciso que essas pessoas saibam mais sobre a Previdência para que possam passar esse conhecimento para frente e, conseqüentemente, ajudar na ampliação da proteção social”, lembra o secretário.

Além de Pinheiro, estão ministrando o curso o diretor do Regime Geral da Secretaria, Geraldo Arruda, e o coordenador de Legislação e Normas do Ministério, João Donadon. O mesmo curso foi realizado semana passada, em Brasília.