Portal do Governo Brasileiro
Menu

PAGAMENTO: Depósitos para quem recebe acima do mínimo começam na segunda (1º)

29/08/2014 15:30

Depósitos da primeira parcela do 13º também estão sendo creditados na folha de agosto

Da Redação (Brasília) – A Previdência Social inicia os depósitos da folha de agosto para os segurados que recebem acima do salário mínimo a partir desta segunda- feira (1º). Nesta data será liberado os benefícios dos segurados que possuem cartão com final 1 e 6, desconsiderando-se o dígito. Os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 6, desconsiderando-se o dígito, também tem o pagamento liberado nesta data. A folha de agosto está creditando também a primeira parcela do 13º. O calendário de pagamento de agosto segue até o dia 5 de setembro. O segurado pode acompanhar o calendário de pagamento de benefícios pelo site da Previdência Social (www.previdencia.gov.br).

Na folha de agosto, a Previdência está transferindo para economia dos municípios mais de R$ 13,9 bilhões referentes apenas ao pagamento da primeira parcela da gratificação natalina, conhecida como 13º salário. Ao todo mais de 27 milhões de benefícios terão direito ao pagamento do abono, em todo o Brasil. Além disso, a folha de agosto vai pagar mais de 31 milhões de benefícios o que corresponde a um investimento superior a R$ 29 bilhões. Essa diferença entre a quantidade de benefícios da folha e o número de benefícios do abono ocorre porque nem todos os segurados têm direito a receber 13º. O valor total da folha, considerando o pagamento da gratificação natalina ultrapassa R$ 43 bilhões.

Não haverá desconto de Imposto de Renda (IR) nesta primeira parcela. De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º só é cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.

Extrato de pagamento- O extrato mensal de pagamento de benefícios já está para consultas na página do Ministério da Previdência Social na internet e nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores. A consulta ao extrato permite ao segurado visualizar o valor do pagamento dos benefícios. O serviço é decorrente do contrato firmado entre o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e as instituições financeiras que pagam, todos os meses, mais de 31 milhões de benefícios.

Informações para a Imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

APOSENTADORIA: INSS envia carta para quem pode requerer benefício em setembro

29/08/2014 10:49

Foram enviadas 2.974 correspondências

 

Da Redação (Brasília) – O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já enviou cartas aos segurados urbanos que completam as condições para se aposentar por idade em setembro. A correspondência avisa ao cidadão que ele pode requerer o benefício a partir da data de seu aniversário. O lote liberado pelo INSS contém 2.974 cartas-aviso, sendo que 1.685 foram enviadas somente para mulheres e 1.289 para homens.

 

Recebem o documento os homens que, a partir de setembro completaram 65 anos e as mulheres que completaram 60. Em ambos os casos é preciso ter 180 contribuições. O aviso traz orientações ao segurado sobre como requerer seu benefício.

 

Quem não receber a carta e tiver as condições para se aposentar por idade, deve providenciar a atualização de seu cadastro, agendando atendimento pela Central 135. O INSS lembra que é necessário manter os dados sempre atualizados, pois todos os avisos do Instituto são feitos por correspondência.

 

Na carta constam, além do nome e do Número de Inscrição do Trabalhador (NIT), a data de nascimento, sexo, informação sobre a quantidade de contribuições ao INSS e estimativa da renda mensal do benefício, com base nos dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

 

O comunicado contém também um código de segurança que permite ao segurado confirmar a autenticidade da carta, garantindo a segurança de seus dados e protegendo-o contra fraudes. A confirmação deve ser feita pelo próprio segurado pela Central 135 ou no portal www.previdencia.gov.br.

 

Informações para a Imprensa:

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

 

 

RS: Gerência em Novo Hamburgo participa de evento voltado à reabilitação profissional

27/08/2014 13:42

Iniciativa tem como foco a inclusão de deficientes no mercado de trabalho

 

De Novo Hamburgo (RS) – A Gerência-Executiva do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Novo Hamburgo participou na última sexta (22), das atividades alusivas à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Múltipla e Intelectual, comemorada entre os dias 21 e 29 de agosto pelas Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAES) em todo o país. Na oportunidade, a Agência Municipal de Empregos (AME) promoveu a primeira edição do “Dia D Inclusão”, voltado à inclusão e reinserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Foram disponibilizadas 45 vagas em seis empresas da região do Vale dos Sinos: Universidade Feevale, Hospital Regina, Colorgraf, Jomo, Arezzo e Ortobon.

O INSS contribuiu com esclarecimentos de dúvidas específicas desse público no que se refere à Previdência Social. Também foram atendidos 17 segurados do Programa de Reabilitação Profissional do INSS. Deles, 16 tiveram contato inicial com as empresas presentes no evento e podem ser contratados para o exercício imediato de atividades compatíveis com suas limitações. Outra possibilidade é que passem por treinamento profissional nessas empresas para posterior contratação.

O servidor Eduardo Reverbel, médico perito e coordenador da participação da Gerência em Novo Hamburgo no evento, prestou informações às empresas as quais, segundo ele, possuem bastante interesse nesse processo de inclusão e no cumprimento da lei de cotas para deficientes. (ACS/RS)

BA: Gestor do INSS fala sobre décimo terceiro na televisão

26/08/2014 15:01

Em Salvador, abono anual para beneficiários é destaque na mídia

 

De Salvador (BA) – O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) antecipa o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro para aposentados e pensionistas, que recebem a renda extra junto com a folha do mês de agosto. Para esclarecer quem tem direito ao abono anual e qual a data de recebimento, uma equipe de reportagem da TVE conversou com Francisco Fontes, chefe de benefícios da Agência da Previdência Social Comércio, em Salvador (BA).

 

Em entrevista gravada na manhã de hoje (26), Fontes explicou que o pagamento da parcela do décimo terceiro segue o calendário mensal da Previdência Social. “Os depósitos começaram ontem (25) para quem tem renda até um salário-mínimo. Os benefícios acima deste valor serão pagos a partir de 1º de setembro”. O gestor também falou sobre quem tem direito ao rendimento extra. “O décimo terceiro é devido para as aposentadorias, de forma geral, auxílios, salário-maternidade e pensão por morte”.

 

Décimo Terceiro – Na Bahia, a primeira parcela do décimo terceiro é devida a aproximadamente 1,9 milhão de beneficiários e injeta R$ 795 milhões nos municípios. O valor da antecipação é de 50% do valor do beneficio, exceto para quem começou a receber o benefício depois do mês de janeiro deste ano, que tem o décimo terceiro calculado de forma proporcional. O Imposto de Renda, se devido, será tributado na segunda parcela, paga no final do ano.

 

Os segurados que estão recebendo auxílio-doença também têm calculo diferenciado do décimo terceiro, com valor proporcional ao período em que está afastado. Havendo encerramento do benefício antes do prazo para pagamento do abono anual, o valor é depositado no momento do retorno ao trabalho. O calendário e o extrato de pagamento dos benefícios podem ser consultados na internet (www.previdencia.gov.br) ou por telefone (Central 135). A ligação é gratuita para linhas fixas e tem custo de chamada local para linhas móveis.

Mais informações:

Conceição Menezes

(71) 3243-8410

Comunicação Social do INSS/BA

SERVIÇO: Segurado pode regularizar suas contribuições pelo site da Previdência

26/08/2014 12:00

É possível fazer o cálculo de contribuições com até um ano de atraso pelo site

 

Da Redação (Brasília)- O segurado que está com as contribuições da Previdência Social atrasadas pode regularizar a situação por meio do site da Previdência e voltar a ter acesso aos benefícios previdenciários. Para isso, quem está sem recolher as contribuições, até um ano de atraso, pode acessar a Agência Eletrônica, disponível em www.previdencia.gov.br, consultar o menu Serviços ao cidadão e depois clicar em Contribuições  e em seguida cálculo da Guia da Previdência Social. Nesta seção do site, o cidadão informa o seu número de inscrição junto a Previdência (NIT/PIS/PASEP) e a categoria de contribuição.

Após essa etapa, é possível ter acesso a um quadro onde o cidadão vai poder calcular o valor das multas e juros cobrados pelo atraso. No próprio link é possível imprimir a guia e regularizar a contribuição. Contudo, o site só disponibiliza o cálculo de contribuições em atraso após janeiro de 2009, considerando atrasos de até um ano.

No caso dos segurados que deixaram de recolher a contribuição por período superior a um ano, devem agendar o atendimento em uma agência por meio da Central 135 para acertar o recolhimento.

É importante que o cidadão mantenha as suas contribuições em dia porque caso adoeça, se acidente, ou até mesmo venha a falecer, e esteja fora dos períodos que lhe garantam a proteção da Previdência, tanto o segurado quanto a família ficarão sem direito aos benefícios previdenciários.

A perda da qualidade de segurado varia conforme a categoria de contribuição. Segurados facultativos, como as donas de casa, por exemplo, mantêm a qualidade ainda por seis meses, após a interrupção do pagamento. Mas esse período muda conforme a categoria, o número de contribuições e o tipo de benefício requerido. Para recuperar a qualidade de segurado, basta voltar a contribuir, contudo deve-se ficar atento aos períodos de carência para cada tipo de benefício.

 

Informações para a imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

BENEFÍCIOS: Bancos convocam segurados do INSS para realizar prova de vida

25/08/2014 15:22

O segurado que não fizer a renovação de senha poderá ter o benefício suspenso

 

Da Redação (Brasília) – INSS informa que dos 31,1 milhões de benefícios ativos, 29 milhões já realizaram a renovação de senha/fé de vida. Até o mês de agosto de 2014, dois milhões de beneficiários não compareceram aos bancos pagadores de seu benefício para realizarem a renovação de senha/fé de vida.

As instituições financeiras pagadoras de benefícios têm até o dia 31 de dezembro de 2014 para finalizar a comprovação de vida e renovação de senha de beneficiários do INSS que recebem seus benefícios por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético . Os segurados que não realizarem a prova de vida terão o benefício suspenso.

A renovação de senhas e prova de vida é obrigatória e deve acontecer anualmente. As instituições financeiras pagadoras de benefícios estão realizando esse procedimento desde maio de 2012. Como é a primeira vez que este processo está sendo realizado, o INSS prorrogou o prazo até dezembro deste ano para as instituições bancárias concluírem essa renovação.

Quem já compareceu a agência bancária desde que o cadastramento começou não precisa realizar outra prova de vida.

Os bancos estão informando os beneficiários sobre o cadastramento por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos meios eletrônicos de relacionamento com seus clientes.

Para realizar a comprovação de vida e renovação de senha, o segurado deve ir até a agência bancária levando um documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de habilitação, etc). Algumas instituições financeiras que possuem sistemas de biometria estão utilizando essa tecnologia para realizar a comprovação de vida nos próprios terminais de autoatendimento.

Os beneficiários que não puderem ir até às agências bancárias por motivos de doença ou dificuldade de locomoção, podem realizar a prova de vida por meio de um procurador devidamente cadastrado no INSS. Os segurados que residem no exterior também podem realizar a prova de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado. (Ascom/INSS)

 

 

Esclarecimentos sobre a Prova de Vida do INSS:

1) O que significa o recadastramento dos aposentados? Ele oferece vantagens? Quais e por quê?

O recadastramento é a realização da comprovação de vida/renovação de senha junto à rede bancária, para dar mais segurança ao cidadão e ao estado brasileiro, evitando pagamento de benefícios indevidos e fraudes.

 

2) Como funciona o recadastramento e por que é necessário?

O segurado deve ir à agência do seu banco pagador, onde habitualmente recebe seu benefício, e renovar sua senha, comprovando, assim, que está vivo. Não há necessidade de ir até uma Agência da Previdência Social.

 

3) Quais documentos são necessários para a realização da renovação de senha/Prova de Vida?

Documento de identificação com foto e de fé pública (ex: Carteira de identidade, Carteira de trabalho, CNH, entre outros)

 

4) A Prova de Vida/Revalidação de Senha também pode ser feito por procuração?

Sim, desde que o Procurador tenha sido previamente nomeado pelo INSS.

 

5) Se o aposentado não puder ir até a agência por motivo de doença ou por problemas de locomoção, como a Prova de Vida/Revalidação de senha será feita?

Em caso de impossibilidade do beneficiário, o procedimento poderá ser realizado por procurador devidamente cadastrado no INSS ou representante legal. Neste caso, o procurador deverá comparecer a uma Agência da Previdência Social (APS), munido de Procuração registrada em Cartório (caso o beneficiário não possa comparecer) e apresentar o atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário, além dos documentos de identificação do procurador.

 

6) A renovação de senha pode ser feita por biometria?

O uso de biometria é facultativo. Os bancos que possuírem essa tecnologia podem utilizá-la.

 

7) O recadastramento dos aposentados da previdência privada complementar e do INSS é a mesma coisa? Se não, quais são as diferenças entre um e outro e por quê?

Não é a mesma coisa. A fé de vida/ Renovação de Senha do INSS é para os segurados que são filiados ao Regime Geral de Previdência Social. Desconhecemos os procedimentos referentes aos recadastramentos da Previdência Privada Complementar.

 

8) As datas previstas para o recadastramento são as mesmas para todo mundo? Os aposentados são avisados? Como isso funciona?

O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda faltam realizar a renovação de senha/fé de vida terminará em 31 de dezembro de 2014. Os bancos são os responsáveis pela divulgação e convocação dos segurados.

 

9)      O que acontece caso o recadastramento não seja feito?

O benefício será suspenso até que o segurado faça a renovação da senha/prova de vida.

 

10)   Todos os aposentados podem se cadastrar? Quando isso não pode ser feito e quais atitudes tomar para regularizar a situação e voltar a receber os benefícios novamente?

A renovação de senha deve ser feita pelos segurados que recebem o pagamento do benefício por meio de conta corrente ou conta poupança. Para regularizar a situação, basta ir a uma agência bancária e solicitar a renovação da senha.

RS: INSS avança na política de acolhimento às pessoas com deficiência

25/08/2014 11:45

De Novo Hamburgo (RS) – A Agência da Previdência Social em São Leopoldo, subordinada à Gerência-Executiva do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Novo Hamburgo, promoveu, na quinta-feira (21), encontro com a Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas Portadoras de Deficiência e de Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders). O encontro integra o Plano de Ação de 2014 da Agência e foi idealizado pelas assistentes sociais, Aline Rosseto e Tatiana Guerini, que buscam trabalhar a conscientização da equipe quanto às formas de acolhimento e tratamento aos segurados com deficiência que procuram a Agência.

A psicóloga Eva de Castilhos e a fonoaudióloga Mirelle Duarte da Faders palestraram sobre o tema “Abordagem com Cidadania”, referindo-se às atitudes que fazem a diferença no trato com as pessoas com deficiência desde o momento da recepção na Agência, passando pela comunicação até a compreensão das diferentes formas de deficiência.

O evento teve a participação de 30 pessoas, entre servidores, estagiários, uma funcionária dos serviços gerais e também os vigilantes. Segundo a gerente-executiva, Neusa Tarouco Correa, “o vigilante é o primeiro contato do segurado quando ingressa na Agência e, portanto, sua participação torna-se imprescindível para uma conduta correta de tratamento”.

A gerente diz que a intenção é expandir o evento para outras agências, viabilizando um projeto que ela considera importante para que servidores e demais prestadores de serviços das agências possam atender e darem a atenção adequada aos segurados com deficiência. Para tanto, ela irá propor às representantes da Faders que acolham seu pedido em realizar novas reuniões em outras unidades da Gerência com o intuito de prestar as informações necessárias.

O projeto é pioneiro e oportuno, pois tem seu primeiro encontro, exatamente, no dia em que tem início a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, que segue até o próximo dia 28. (ACS/RS)

AP: INSS injetará mais R$ 12,1 milhões no estado

21/08/2014 14:39

De Macapá (AP) – O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no Amapá, investira mais R$ 12,1 milhões na economia, através da primeira parcela do 13º salário no mês de agosto, que segue até o dia 5 de setembro.

 

O fato demonstra o quanto os rendimentos previdenciários no Amapá são essenciais para fazer a economia dos municípios amapaense girar de forma positiva. O pagamento referente ao mês de agosto beneficia 28.878 segurados da Previdência Social no estado. Os benefícios que mais geraram pagamento foi aposentadoria por idade com 14.315 segurados com o valor de R$ 5,2 milhões, seguido de pensão por morte com 6.828 pensionistas com o valor R$ 2,8 milhões. (ACS/AP)

CONTRIBUIÇÃO : Pagamento da competência de julho do Empreendedor Individual vence hoje (20)

20/08/2014 14:50

Contribuições atrasadas são cobradas com multa diária de 0,33%

Da Redação (Brasília) – O pagamento da contribuição previdenciária, referente ao mês de julho, do empreendedor individual vence nesta quarta-feira (20). Quem perder o prazo terá multa diária de 0,33%, a partir de amanhã (23). Para ter direito à proteção da Previdência Social, o trabalhador por conta própria deve manter suas contribuições em dia, o que lhe garante a qualidade de segurado e o acesso aos benefícios.

O empreendedor individual contribui com a alíquota de 5% sobre o salário mínimo (R$ 36,20) mais R$ 1,00 de Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) para o estado ou R$ 5,00 de Imposto sobre Serviços (ISS) para o município. Aqueles que exercem atividade mista devem recolher os dois impostos, para o município e para o estado, além da contribuição para a Previdência Social. Com isso, os valores pagos pelos empreendedores são de R$ 37,20, para os que trabalham na indústria e comércio, R$ 41,20 para os prestadores de serviço, e R$ 42,20, aos que exercem atividade mista.

Guia de Pagamento do Empreendedor Individual- Para regularizar as contribuições em atraso, o trabalhador deve imprimir as guias diretamente do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). O Ministério da Previdência Social reforça que é importante o cidadão manter as contribuições em dia para não perder a qualidade de segurado nem o acesso a benefícios como salário-maternidade, auxílio-doença, dentre outros. De modo geral, o cidadão perde a qualidade de segurado após um ano de inadimplência, mas essa regra muda conforme a quantidade de contribuições e a categoria de segurado.

Em caso de dúvida, basta ligar para o telefone 135. A ligação é gratuita se originada de telefone fixo e tem preço de ligação local se feita de celular.

 

Informações para a Imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

 

Informações para o Cidadão

Ligue 135

APOSENTADOS: Previdência investe mais de R$ 13,9 bilhões na folha de agosto só com a antecipação do 13º

19/08/2014 16:01

Saiba quanto será injetado na economia de cada estado com a antecipação da gratificação

 

Da Redação (Brasília) –  A Previdência Social vai transferir para economia dos municípios  mais de R$ 13,9 bilhões referentes apenas ao pagamento da primeira parcela da gratificação natalina, conhecida como 13º salário. Ao todo mais de 27 milhões de benefícios terão direito ao pagamento do abono, em todo o Brasil.

Os depósitos da primeira parcela do 13º salário para os segurados da Previdência Social começam no dia 25 de agosto  juntamente com o pagamento da folha mensal de agosto que segue até o dia 5 de setembro.  No total  são 27.032.391 de benefícios  creditados com o 13º salário, o que corresponde a um investimento de R$ 13.903.574.684,79 só com o pagamento da primeira parcela da gratificação natalina. Além disso, a folha de agosto vai pagar 31.742.351 de benefícios o que corresponde a um investimento de R$  29.375.314.870,27. Essa diferença entre a quantidade de benefícios da folha e o número de benefícios do abono ocorre porque nem todos os segurados  têm direito a receber 13º.  O valor total da folha, considerando  o pagamento da gratificação natalina será de R$ 43.278.889.555,06.

A primeira parcela do abono, de 50% do valor do 13º, representa uma injeção extra de R$ 3.958.953.895,77 na economia de São Paulo com o pagamento de 6.266.765 benefícios. Em Minas Gerais, o investimento foi de R$ 1.511.106.142,29 com o pagamento de 3.117.156 benefícios. Clique aqui e saiba quanto será o valor e a quantidade injetados na economia de cada estado com o pagamento do 13º.

Não haverá desconto de Imposto de Renda (IR) nesta primeira parcela. De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º só é cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.

Calendário- Os depósitos começam no dia 25 deste mês para os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 1, descontando-se o dígito. Os segurados que recebem acima do mínimo terão seus benefícios creditados,  a partir do dia 1º de setembro.

Extrato de pagamento- O extrato mensal de pagamento de benefícios estará disponível para consultas na página do Ministério da Previdência Social na internet a partir do dia 25 de agosto.

Valor da antecipação – Aposentados e pensionistas, em sua maioria, receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que estão em auxílio-doença também recebem uma parcela menor que os 50%. Como esse benefício é temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período. Por exemplo, um benefício iniciado em janeiro e ainda em vigor em agosto terá o 13º terceiro salário calculado sobre oito meses. O segurado receberá, portanto, metade deste valor. Em dezembro, caso ainda esteja afastado, o segurado irá receber o restante. Se tiver alta antes, o valor será calculado até o mês em que o benefício vigorar e acrescido ao último pagamento do benefício.

Não recebem – Por lei, os segurados que recebem benefícios Assistenciais (LOAS) não têm direito ao 13º salário, que corresponde a cerca de 4,2 milhões de benefícios.

 

Informações para a Imprensa

Ligia Borges e Silvia Pacheco

(61) 2021-5109/5779 e 3313-4542

Ascom/MPS/INSS

 

BA: Ciclo de palestras do INSS beneficia diversos públicos

19/08/2014 11:21

Ações educativas explicam legislação previdenciária em Itabuna (BA)  

 

De Salvador (BA) – O Programa de Educação Previdenciária (PEP) da Gerência-Executiva do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Itabuna (BA) ministra, até sexta-feira (22), cinco palestras sobre os benefícios e serviços oferecidos pela Previdência Social. São ações para públicos distintos, com expectativa de beneficiar 300 pessoas.

 

Hoje, às 14h, um grupo de mototaxistas ligados ao Serviço Social de Transporte (Sest/Senat) são orientados pela técnica do Seguro Social Noélia Nascimento e pela perita médica Lorene Brito sobre os benefícios previdenciários. Ainda nesta terça-feira, Lorene Brito fala sobre os benefícios por incapacidade na Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho do Grupo Toyota. A palestra tem início às 16h30.

 

Amanhã (20), pais e alunos da escola da Roça do Povo, no bairro Ferradas, aprendem sobre a Previdência Social com os técnicos do Seguro Social Ricardo Cajado e Raquel Neto. Empreendedores individuais são público de outra ação programada para amanhã, no período da tarde. As orientações para esta categoria de segurados são sobre a importância da atualização do cadastro e as regras para a concessão de benefícios previdenciários.

 

O ciclo de palestras desta semana termina na sexta-feira (22), com uma atividade interativa realizada pelos educadores previdenciários Noélia Nascimento e Ricardo Cajado. Alunos, pais e professores da Escola Municipal no bairro Ferradas participam da ação que apresenta o que é a Previdência Social, a partir das 17h30.

Mais informações:

Conceição Menezes

(73) 3613-0769

ACS/BA

PB: Grupo de gestantes recebe palestra sobre benefícios previdenciários

19/08/2014 10:41

De Campina Grande (PB) – A assistente social Ana Emília Monteiro Bezerra, da Agência da Previdência Social (APS) em Princesa Isabel, ministrou palestra para o grupo de gestantes dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos da Assistência Social, no município de Manaíra, localizado no Sertão da Paraíba.

Na ação, realizada nesta segunda (18), Ana Emília apresentou os benefícios previdenciários, com ênfase no salário maternidade para a trabalhadora rural. As 18 participantes puderam interagir e tirar suas dúvidas durante a atividade.

 

Mais informações:

Felipe Valentim

(83) 3315-9160

ACS/PB

RN: INSS envia carta para quem pode requerer aposentadoria por idade

13/08/2014 17:37

No RN, foram enviadas 77 cartas aos segurados no mês de julho

 

De Natal (RN) – Os segurados da Previdência Social que já reúnem condições para se aposentar por idade, desde o mês de julho, vem recebendo cartas enviadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), avisando que o benefício pode ser requerido a partir da sua data de aniversário. No Rio Grande do Norte, 77 beneficiários que reúnem esta condição recebem correspondência comunicando sua aposentadoria. Destes, 31 são homens e 46 mulheres.

 

É o caso do segurado José Gomes (65), morador do município de Caraúbas. Seu José conta que já fez de tudo um pouco na vida. “Na minha juventude, trabalhei na roça, onde ajudava meus pais na plantação e colheita do arroz, depois fui mecânico de máquinas pesadas, e por último trabalhei como caseiro. Durante esse tempo, sempre dei um jeito de pagar o meu INSS”, afirma com orgulho. O segurado diz que a chegada da carta da Previdência Social, avisando que já pode se aposentar, o deixou muito emocionado.
As pessoas que preenchem as condições para se aposentar por idade e não receberam o aviso pelos Correios, devem atualizar o seu cadastro, por meio do telefone 135. É importante que o segurado mantenha seus dados atualizados no Cadastro Nacional de Informações Sociais – CNIS-, pois esse cadastro é a base utilizada pela Previdência Social para a concessão da aposentadoria.
Na carta encaminhada a residência dos segurados constam, o nome completo, Número de Inscrição do Trabalhador (NIT), sexo, data de nascimento, quantidade de contribuições recolhidas ao INSS, estimativa da renda mensal do benefício.
A correspondência contém um código de segurança, colocado para que o segurado confirme a autenticidade do documento enviado pelo INSS, protegendo seus dados contra fraudes. A confirmação pode ser feita pela Central 135 ou no site www.previdencia.gov.br.

 
Estão aptos a requerer a aposentadoria, os homens que completaram 65 anos de idade e as mulheres que completaram 60 anos, a partir de 1º de agosto. Em ambos os casos é necessário comprovar 180 contribuições para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

 

 

 Mais informações:

Carlos Fernando Palmeira

(84) 3216-5182

ACS/RN

CONTRIBUIÇÃO: GPS de julho deve ser paga até a próxima sexta-feira (15)

13/08/2014 14:27

Sob contribuições atrasadas incide multa diária de 0,33%, regida pela taxa Selic mensal

 

Da Redação (Brasília) – O pagamento da contribuição previdenciária, referente ao mês de julho, de contribuintes individuais, facultativos e empregadores domésticos deve ser realizado até a próxima sexta-feira (15). A partir desta data, as contribuições atrasadas são cobradas com multa diária de 0,33%, regida pela taxa Selic mensal. Saiba como imprimir a sua Guia Eletrônica clicando aqui.

 

O cidadão que recolhe sobre o salário mínimo deve ter como referência o mínimo vigente de R$ 724, pagando R$ 144,80 referentes à alíquota de 20%. No caso dos empregados domésticos, 12% se referem à contribuição do empregador e 8% à do trabalhador. Para os contribuintes que optaram pelo plano simplificado de contribuição previdenciária, a alíquota é de 11% sobre o salário mínimo, o que significa uma contribuição de R$ 79,64.

 

Aqueles que recolhem acima do mínimo também devem levar em conta as faixas de contribuição. Os percentuais são de 8% para os que ganham até R$ 1.317,07; de 9% para quem ganha entre R$ 1.317,08 e R$ 2.195,12; e de 11% para os que ganham entre R$ 2.195,13 e R$ 4.390,24. A alíquota do empregador é sempre de 12% em todas as três faixas.

 

O prazo para realizar a contribuição previdenciária de contribuintes individuais, facultativos e empregadores domésticos vence, geralmente, no dia 15 de cada mês, quando esta data cai em feriado ou final de semana é transferida para o primeiro dia útil subsequente.

 

Alíquota de 5% – As donas de casa de famílias de baixa renda (ou donos de casa) e o empreendedor individual que contribuem com a alíquota de 5% sobre o salário mínimo recolhem R$ 36,20 – valor de referência para 2014. O prazo para o recolhimento da contribuição das donas de casa também vence na sexta (15). Já o prazo para o recolhimento das contribuições do empreendedor individual vence no dia 20 de agosto.

 

 

Informações para a imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

 

Informações para o cidadão

Central 135

SERVIÇO: Auxílio-acidente é pago ao segurado que tem sua capacidade de trabalho reduzida

11/08/2014 10:03

Da redação (Brasília) – A Previdência Social concedeu 2.245 auxílios-acidente somente em junho de 2014. O benefício é pago ao trabalhador que sofre um acidente e fica com sequelas que reduzem sua capacidade de trabalho. É concedido ao segurado que receba auxílio-doença e que, ao final de seu tratamento, fique constatada, pela perícia médica da Previdência Social, a impossibilidade de continuar desempenhando de forma plena suas atividades.

 

Tem direito ao auxílio-acidente o trabalhador empregado, o trabalhador avulso e o segurador especial. O empregado doméstico, o contribuinte individual e o facultativo não recebem o benefício.

 

O acidente sofrido pelo segurado pode ser relacionado à atividade que exerce ou não. Assim, o auxílio acidente não é concedido apenas nos casos tipificados como de acidentes de trabalho.

 

Para concessão do auxílio-acidente não é exigido tempo mínimo de contribuição, mas o trabalhador deve ter qualidade de segurado. Por ter caráter de indenização, pode ser acumulado com outros benefícios pagos pela Previdência Social, exceto aposentadoria.

 

O benefício começa a ser pago a partir do dia seguinte em que cessa o auxílio-doença e deixa de ser pago quando o trabalhador se aposenta.

 

O valor do auxílio-acidente corresponde a 50% do salário de benefício que deu origem ao auxílio-doença. Em 2012, foram concedidos 23.891 auxílios-acidente. Desse total, 16.012 foram pagos a trabalhadores vítimas de acidentes de trabalho. (Talita Lorena)