AEPS 2012 – SEÇÃO IX – Conselho de Recursos da Previdência Social

Publicado: 16/10/2013 16:34
Última modificação: 06/08/2015 15:01

Seção IX – Conselho de Recursos da Previdência Social

Tabelas

O Conselho de Recursos da Previdência Social – CRPS é um órgão integrante da estrutura do Ministério da Previdência Social – MPS, competindo-lhe a prestação jurisdicional e o controle das decisões do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, nos processos de interesse dos beneficiários do Regime Geral da Previdência Social.

O CRPS é constituído por órgãos julgadores denominados Juntas de Recursos, com vinte e nove unidades; e, Câmaras de Julgamento com competência para julgar processos de matéria de benefícios.

Nesta seção são apresentados dados estatísticos referentes aos processos físicos tramitados das unidades julgadoras deste Conselho.

Nos quadros demonstrativos os processos são assim conceituados:

Julgados – corresponde ao total de processos julgados pelas Juntas de Recursos e Câmaras de Julgamento.

Em Diligência – são os processos examinados que deram entrada nas Juntas de Recursos e Câmaras de Julgamento e devolvidos às unidades do INSS para melhor instrução.

Alçada – corresponde aos processos de recursos de benefícios cujos assuntos não permitem novo recurso às Câmaras de Julgamento do CRPS.

Novos Recebidos – corresponde a processos com recursos de benefícios apresentados nas Juntas de Recursos e Câmaras de Julgamento.

Volta de Diligência – são processos com recursos que retornaram das unidades do INSS após atendimento das exigências solicitadas pelo CRPS.

Outros (Entrada e Saída) – são processos recebidos ou devolvidos por despachos.

Saldo – representa o total de processos que se encontra nas unidades julgadoras do CRPS, aguardando julgamento.

Tipos de decisões de julgamento:

Negado Provimento – o recurso da parte recorrente foi negado. Nas Juntas de Recursos, a parte recorrente é sempre o segurado/beneficiário.

Dado Provimento – o recurso da parte recorrente foi provido.

Provimento Parcial – o recurso da parte foi provido parcialmente.

Não Conhecido – o recurso não foi conhecido, ou seja, não foi apreciado o mérito do pedido por algum motivo de natureza procedimental.

Anulação – é declarado nulo o ato processual anterior.

Durante o ano de 2012, deram entrada nas câmaras de julgamento 52,2 mil novos processos, o que correspondeu a um acréscimo de 4,69% em relação ao ano anterior. Cerca de 38,5 mil processos foram julgados, sendo negado provimento a 48,85% dos processos e dado provimento a 25,48% dos mesmos.

Em 2012, foram movimentados pelas juntas de recursos do CRPS 355,8 mil novos processos, o que correspondeu a um decréscimo de 5,93% em relação ao ano anterior. Foram julgados 258,7 mil processos, uma quantidade 5,93% menor do que a observada em 2011. As espécies de benefícios com maior participação nos novos processos recebidos e nos julgamentos emitidos foram o auxílio-doença e a aposentadoria por tempo de contribuição com, respectivamente, 41,25% e 18,63% dos novos processos e 45,89% e 15,45% dos julgamentos emitidos. O saldo em dezembro de 2012 foi de 79,1 mil processos, o que correspondeu a um acréscimo de 13,65% do saldo observado em dezembro de 2011.

Dos processos julgados pelas juntas de recursos em 2012 foi negado provimento a 72,91% e dado provimento a 16,93%. As espécies de benefícios auxílios-doença e aposentadoria por tempo de contribuição representaram, respectivamente, 52,32% e 10,39% do total dos processos que tiveram provimento negado. No caso dos processos onde foi dado provimento as espécies auxílio-doença e aposentadoria por tempo de contribuição representaram, respectivamente 31,04% e 20,53%.

Fato a ser destacado é a implantação do processo eletrônico de recursos de benefícios da previdência social, denominado de e-Recursos, de forma paulatina nas Agências do INSS e já em uso em todas as Unidades de Julgamento do CRPS. Com a utilização do e-Recursos está sendo possível automatizar toda a rotina de tramitação do processo, de forma que o tempo dispendido se refere apenas à execução do trabalho intelectual, reduzindo de forma expressiva o tempo de duração do processo.

Já em funcionamento o serviço de participação das sessões de julgamento por meio de videoconferência, já que os recursos podem ser julgados em qualquer Junta de recursos do país, dando ao segurado a possibilidade de expor pessoalmente os fatos que darão ensejo ao reconhecimento do seu direito.

Os usuários já podem acompanhar os processos pela internet (www.previdenciasocial.gov.br ou http://erecursos.previdencia.gov.br). Para 2013, a expectativa é de que os segurados que utilizam o serviço do recurso administrativo recebam mensagens de SMS (torpedos) por meio de celular dando notícia dos principias eventos ocorridos no seu processo.

Também para 2013 está previsto que o acesso dos usuários ao sistema se dê de forma mais adequada por meio de tablets e outros equipamentos móveis.