Publicado: 01/05/2013 13:49
Última modificação: 31/07/2015 16:46

 

Seção XIII – Auditoria

Tabelas

Texto Explicativo

As atividades da Auditoria, abordadas nesta seção, têm por objetivo detectar irregularidades na área do Seguro Social e abrangem missões ordinárias, que são missões preventivas executadas ao longo do ano, e missões extraordinárias, estabelecidas por determinação do MPS.

São apresentadas tabelas com informações sobre setores auditados e irregularidades apuradas por clientela, segundo as Unidades da Federação; irregularidades por clientela e grupos de espécies, segundo as Unidades da Federação; benefícios irregulares por espécies e tipo de irregularidade; e, demonstrativo das atividades da auditoria geral e das auditorias estaduais por Unidades da Federação.

As informações têm como fonte os relatórios elaborados pela Auditoria-Geral do INSS.

A seguir são detalhados os conceitos das informações apresentadas nas tabelas:

Relatório de Auditoria – relatório conclusivo de uma missão realizada pela Auditoria. Consolida os relatórios individuais e as conclusões emitidas pelos auditores.

Valor apurado – valor das fraudes ou erros administrativos detectados, expresso em seu valor histórico (sem atualização monetária).

Economia mensal – representa o valor da renda mensal do benefício suspenso, ou a diferença entre sua renda mensal irregular e sua renda mensal efetiva, por constatação de fraude ou erro administrativo, expressa em valor atualizado.

Resultado financeiro – soma do valor apurado pelas fraudes e pelos erros administrativos.

Total de economia mensal – soma dos valores de economia mensal advindos da identificação de fraudes e erros administrativos.

Em 2004, as localidades auditadas atingiram 107 setores do seguro social do INSS, o que correspondeu a apenas 11,5% das localidades auditadas ano anterior. Nesse período, as irregularidades apuradas decresceram 0,7%, sendo que em 2004, as irregularidades relativas à clientela urbana representavam 78,7% do total. As principais espécies de benefícios irregulares foram as aposentadorias por tempo de serviço, aposentadorias por idade e pensões por morte, cujas participações foram de 61,6%, 20,3% e 5,7%, respectivamente. A apresentação de tempo de serviço falso foi responsável por 68,8% das irregularidades encontradas nas aposentadorias por tempo de contribuição urbanas e 93,0% das irregularidades apuradas para as aposentadorias por idade na clientela rural foram devidas a comprovação de atividade com documento falso.

No ano de 2004, os valores apurados com as fraudes detectadas e erros administrativos atingiram 204,9 milhões, o que correspondeu a um aumento de 86,1% em relação ao ano anterior e o valor da economia mensal foi de 3,1 milhões. As fraudes foram responsáveis por 91,3% do valor apurado e 92,8% do valor da economia mensal.

Voltar para o topo