FORÇA-TAREFA

Preso suspeito de praticar crimes contra a Previdência

Publicado: 19/06/2019 18:27
Última modificação: 19/06/2019 18:28
Ação em Santa Catarina evitou prejuízo de R$ 285 mil aos cofres públicos

Um homem foi preso, na última segunda-feira (17), na Agência da Previdência Social (APS) em São José, em Santa Catarina, acusado de praticar crimes contra a Previdência. Ele é titular de dois benefícios de Amparo Social ao Idoso, um deles concedido devido à apresentação de documentos de identificação falsos.

Para que o mandado de prisão fosse cumprido, houve cooperação entre a Polícia Federal, o Núcleo Regional da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista de Santa Catarina e a APS de São José.

A Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) estima prejuízo de cerca de R$ 78,5 mil em valores já pagos ao indivíduo preso. Considerando a expectativa de sobrevida da população brasileira, o prejuízo evitado supera R$ 285 mil, em valores futuros que deixarão de ser pagos ao falso beneficiário.

Informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação Social
(61) 2021-5109
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo