COMBATE ÀS FRAUDES

Mulher é presa em Londrina por receber benefício indevido

Publicado: 05/06/2019 09:11
Última modificação: 05/06/2019 09:11
A acusada era aposentada por invalidez, mas continuava trabalhando na mesma função que gerou o afastamento

Uma mulher foi presa em flagrante, nesta terça-feira (4), em Londrina (PR), por receber indevidamente uma aposentadoria por invalidez. O benefício por incapacidade foi concedido por causa de acidente de trabalho, mas a segurada continuava trabalhando na mesma função pela qual foi aposentada.

A ação ocorreu após denúncias analisadas pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. A segurada recebeu auxílio-doença por acidente de trabalhado entre maio de 2018 e março deste ano. Depois desse período, o auxílio foi transformado em aposentadoria. Segundo a CGINT, o prejuízo evitado para a União pode ultrapassar R$ 700 mil, considerando a expectativa de sobrevida média da população brasileira.

A Aposentadoria por Invalidez é devida ao trabalhador que esteja, permanentemente, incapaz para exercer qualquer atividade laboral e que também não possa ser reabilitado para outra profissão.

As investigações não terminam com a prisão da beneficiária, pois a Força-Tarefa Previdenciária irá apurar agora o envolvimento de outras pessoas, bem como a eventual existência de outros casos relacionados a este.

A investigada responderá pelo crime de estelionato, cuja pena pode chegar a cinco anos de reclusão.

 

Informações para a imprensa
Camilla Andrade
(61) 2021-5109/5009
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo