COMBATE ÀS FRAUDES

Operação identifica grupo que fraudava pensões e benefícios assistenciais no Rio

Publicado: 17/04/2019 11:37
Última modificação: 17/04/2019 11:39
Os criminosos usaram documentos falsos para obter pelo menos 30 benefícios, desviando R$ 1,9 milhão

A Força-Tarefa Previdenciária desarticulou, nesta quarta-feira (17), um grupo criminoso que fraudava pensões por morte e benefícios assistenciais (BPC/LOAS) nas zonas oeste e norte do Rio de Janeiro (RJ). Durante a operação Casa de Fraudes – 2, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros de Anchieta e Cachambi.

Os envolvidos intermediavam a obtenção dos benefícios em nome de cidadãos fictícios, utilizando documentos falsos. Entre eles, havia três procuradores que diziam agir em nome dos beneficiários. Um dos procuradores tinha 22 benefícios cadastrados com seu endereço residencial, todos registrados com documentos de identidade cuja autenticidade não foi confirmada pelo respectivo órgão de identificação civil.

As investigações tiveram início em 2017, a partir de levantamentos feitos pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O prejuízo identificado, até o momento, com a concessão de 30 benefícios irregulares, foi de R$ 1,9 milhão. No entanto, a economia proporcionada pela desarticulação do esquema criminoso, calculada com base na expectativa média de sobrevida da população brasileira, pode chegar a R$ 3,2 milhões, com a suspensão imediata dos benefícios ativos.

A ação contou com a participação de 15 policiais federais e recebeu o nome de Casa de Fraudes – 2, em alusão a grande parte dos benefícios estar vinculada a uma única residência de um dos integrantes do grupo criminoso, na zona oeste do Rio.

Força-Tarefa Previdenciária – A Força-Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, combatendo de maneira integrada os crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, a COINP é a área de inteligência responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Informações para a imprensa
Camilla Andrade
(61) 2021-5109/5009
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo