PEC 6/2019

Na Câmara, Marinho diz que Nova Previdência tornará o sistema mais justo e sustentável

Publicado: 27/03/2019 15:51
Última modificação: 27/03/2019 15:51
Secretário especial Rogério Marinho participou, nesta quarta-feira (27), de sessão da Comissão de Seguridade Social e Família

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, destacou, nesta quarta-feira (27), em Brasília, a importância da Nova Previdência para tornar o sistema previdenciário brasileiro mais justo. Ao participar de audiência da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, Marinho lembrou que a estrutura atual é injusta e insustentável. “Poucos ganham muito, e muitos ganham pouco, e os estados perderam a capacidade de remunerar seus servidores e de fazer frente a pagamentos de aposentadorias e benefícios”, afirmou.

 

Marinho enfatizou que a aprovação da Nova Previdência é fundamental para equilibrar as contas públicas e para gerar empregos. “Com a Nova Previdência, vamos ter a sustentabilidade do sistema. Ao longo de dez anos, poderemos poupar pouco mais de R$ 1 trilhão. Não significa que vamos zerar o déficit, mas a pressão no Orçamento será diminuída”, disse o secretário especial.

 

Outro ponto foi a desvinculação entre Previdência e assistência social. Marinho garantiu que a mudança não trará prejuízo à população: “Temos proposta para atender o BPC [Benefício de Prestação Continuada], para não sermos injustos com quem precisa. São 4,5 milhões de assistidos nessa categoria.”

Informações para a imprensa
Kamila Rodrigues
(61) 2021-5109
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo