FORÇA-TAREFA

Operação investiga fraude em Aposentadorias Especiais em Mossoró (RN)

Publicado: 06/12/2018 17:39
Última modificação: 06/12/2018 17:39
Criminosos falsificavam PPP para requerer benefício

A Força-Tarefa Previdenciária deflagrou, nesta quinta-feira (6), a Operação Im(PPP)rópio, na cidade de Mossoró (RN), que investiga um esquema criminoso que utilizava documentos falsos para a obtenção de benefício previdenciário de Aposentadoria Especial. Esse tipo de aposentadoria pode reduzir em até 20 anos o tempo de contribuição exigido do trabalhador, dependendo do agente nocivo ao qual esteja exposto.

A Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão em um escritório de advocacia em Mossoró. Segundo as investigações, os pretensos beneficiários foram assessorados por um mesmo advogado no local.

Os fraudadores utilizavam informações falsas sobre a exposição de trabalhadores a agentes nocivos para confeccionar o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) e dar entrada no pedido de Aposentadoria Especial. O PPP é um documento preenchido por empresas que, por natureza da atividade econômica, expõem seus empregados a agentes químicos, físicos ou biológicos nocivos à saúde.

Segundo a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (Coinp) da Secretaria de Previdência, em apenas seis casos sob suspeita de fraude, cujos benefícios foram indeferidos, o prejuízo evitado foi de pelo menos R$ 3,6 milhões, levando-se em consideração a expectativa de vida da população brasileira, segundo o IBGE.

Força-Tarefa Previdenciária A Força-Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, combatendo de maneira integrada os crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a COINP é a área responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Informações para a imprensa
Renata Brumano
(61) 2021-5102
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo