COMBATE ÀS FRAUDES

Operação desarticula organização que fraudava a Previdência no Espírito Santo

Publicado: 01/11/2018 13:37
Última modificação: 01/11/2018 13:42
Servidor do INSS e sua irmã foram presos por fraudar pensões por morte

A Força Tarefa Previdenciária deflagrou, na manhã desta quinta feira (1), nas cidades de Marechal Floriano (ES) e Afonso Claudio(ES), a Operação Bambino Caro. Foram cumpridos dois mandados de prisão – sendo um para um servidor do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e outro para sua irmã –, além de dois mandados de busca e apreensão nas residências dos presos.

O monitoramento permanente realizado pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda levou à identificação de um esquema criminoso no qual o servidor da Agência da Previdência Social de Afonso Claudio criava pensões por morte fictícias, em nome de seu próprio sobrinho, filho da irmã presa na operação de hoje. Como o “falso dependente” se tratava de menor, o sistema gerava altos valores de pagamentos retroativos.

O prejuízo estimado até o momento é de aproximadamente R$ 2,2 milhões. No entanto, caso o esquema criminoso não tivesse sido desarticulado, o prejuízo poderia chegar a R$ 5,1 milhões, tendo em vista que o benefício só seria cessado quando a criança completasse 21 anos de idade.

O coordenador da COINP, Marcelo Henrique de Ávila, destacou a importância da atuação da Força-Tarefa Previdenciária no combate às fraudes previdenciárias de forma eficiente. “Da identificação do esquema criminoso até a deflagração da operação se passaram menos de quatro meses. Isso demonstra a sincronia nessa parceria de quase 20 anos de combate aos esquemas criminosos”.

A operação contou com a participação de sete policiais federais e um servidor da COINP. Recebeu o nome de Bambino Caro em alusão à ópera “Gianni Schichi” de Giacomo Puccini, chamado “O Mio Babbino Caro” (Oh, meu paizinho querido), transformado em Bambino (menino) Caro (querido ou dispendioso).

Força-Tarefa Previdenciária – A Força-Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, combatendo de maneira integrada os crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a COINP é a área responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Informações para a imprensa
Camilla Andrade
(61) 2021-5109
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo