FORÇA-TAREFA

Fraude em São Paulo gera prejuízo de R$ 170 milhões

Publicado: 26/11/2018 09:15
Última modificação: 26/11/2018 09:15
Grupo criminoso falsificava documentos para comprovar tempo de contribuição menor em pedidos de aposentadoria especial

A Força-Tarefa Previdenciária deflagrou, na manhã desta segunda-feira (26), a operação Barbour. Durante a ação, quatro pessoas foram presas temporariamente. A 3ª Vara de São Bernardo do Campo expediu ainda seis mandados de busca e apreensão que foram cumpridos na capital São Paulo, em Diadema e em Santo André.

As investigações começaram após a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda detectar inconsistências nos pedidos de aposentadorias em uma agência da Previdência Social em Diadema. As investigações concluíram que trabalhadores de bancos públicos, bancos privados e empresas de telefonia entravam com pedido de aposentadoria especial por tempo de contribuição, apresentando documentos falsos para comprovar que trabalhariam expostos a agentes nocivos. No entanto, essas condições não se verificavam na realidade.

Essa aposentadoria especial reduz em até 20 anos o tempo de contribuição exigido do trabalhador, dependendo do agente nocivo. Cabe destacar que a regra geral da aposentadoria por tempo de contribuição é de 30 anos para mulheres e 35 para homens.

Para efetivar a fraude, o grupo criminoso aliciava pessoas interessadas nesse tipo de aposentadoria e realizava reuniões todas as segundas-feiras, em um gabinete da Câmara de Vereadores de Santo André.

A estimativa do prejuízo causado até o momento foi de R$ 170 milhões.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, inserção de dados falsos nos sistemas informatizados, corrupção passiva e estelionato.

Haverá entrevista coletiva hoje, às 14h, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, localizado na Rua Hugo D’Antola, 95 – Lapa de Baixo.

A operação recebeu o nome de Barbour em alusão ao cientista que desenvolveu uma tese de que o tempo, na realidade, não existe.

Força-Tarefa Previdenciária – A Força-Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, combatendo de maneira integrada os crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a COINP é a área responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Na Operação Barbour, a Força-Tarefa teve a colaboração do Instituto Nacional do Seguro Social  (INSS) e da Advocacia-Geral da União (AGU).

Informações para a imprensa
Camilla Andrade
(61) 2021-5109/5009
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo