FORÇA-TAREFA

Operação evita prejuízo de R$ 6 milhões aos cofres da Previdência no RJ

Publicado: 19/10/2018 17:32
Última modificação: 19/10/2018 19:26
Acusados utilizavam documentos fraudulentos para obter benefícios

Atuação da Força-Tarefa Previdenciária desarticulou atividade de grupo que agia no município do Rio de Janeiro com o objetivo de fraudar a Previdência. Os envolvidos são acusados de intermediar a obtenção de benefícios previdenciários e assistenciais em nome de cidadãos fictícios utilizando documentos por meio de falsidade material e ideológica. Eles devem responder pelo crime de estelionato previdenciário. A ação ocorreu nesta sexta-feira (19).

O prejuízo estimado aos cofres da Previdência, até o momento, é de R$ 1,7 milhão – referente ao pagamento de 32 benefícios. No entanto, a interrupção desses pagamentos indevidos evitará um prejuízo de R$ 6 milhões, levando-se em consideração o tempo em que os benefícios ainda seriam pagos, com base na expectativa de vida média da população brasileira.

A operação recebeu o nome de A Casa de Fraudes porque o endereço do procurador dos titulares dos benefícios era o mesmo que aparecia no cadastro da maioria dos beneficiários.

A Operação contou com a participação de cinco policiais federais e três servidores da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão.

Força-Tarefa Previdenciária – A Força-Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, combatendo de maneira integrada os crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a COINP é a área responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação Social
(61) 2021-5109
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo