PUBLICAÇÃO

Acidentes de trabalho apresentam queda de 6,2% em 2017

Publicado: 27/09/2018 15:04
Última modificação: 28/09/2018 12:07
Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho 2017, lançado nesta quinta-feira (27), mostra que 2.096 trabalhadores morreram em serviço

AEAT 2017 é lançado em reunião do Conselho Nacional de Previdência (CNP) nesta quinta-feira (27). 27.set.2018

Em 2017 foram registrados 549.405 acidentes de trabalho em todo o Brasil. Esse número representa uma queda de 6,19% em relação a 2016, com 585.626 registros. Os dados estão no Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT 2017) lançado nesta quinta-feira (27), durante reunião do Conselho Nacional de Previdência (CNP), em Brasília.

A queda registrada pela publicação segue a tendência de diminuição dos últimos dez anos. No período de 2008 a 2017, a taxa de incidência de acidentes de trabalho no país caiu de 22,98 para 13,74 acidentes a cada mil vínculos empregatícios.

O Anuário também mostra redução do número de mortes causadas por acidente do trabalho. Os registros passaram de 2.288, em 2016, para 2.096 no ano seguinte. Isso representa uma diminuição de 8,4%. Também houve queda de 15,5% na quantidade de trabalhadores que ficaram incapacitados permanentemente em decorrência de um acidente do trabalho – de 14.892, em 2016, para 12.651, em 2017.

Transporte Rodoviário de Cargas foi a atividade econômica que registrou maior número de óbitos, com 252 casos. Construção de Edifícios, por sua vez, apresentou maior número de casos de invalidez permanente, com 364 registros.

O AEAT 2017  já está disponível na página da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda na internet (www.previdencia.gov.br).

 

Confira as apresentações realizadas durante a reunião:

Análises Preliminares – AEAT 2017

Principais Resultados do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho – 2017

 

 

Informações para a imprensa
Talita Lorena
(61) 2021-5876/5109
Secretaria de Previdência
Voltar para o topo