FORÇA TAREFA: Operação descobre fraude em benefícios assistenciais no Espírito Santo

Publicado: 30/05/2018 09:29
Última modificação: 30/05/2018 09:29

Acusada aliciava idosos para obter BPC/LOAS com documentação falsa

 

Da Redação (Brasília) – A Força Tarefa Previdenciária deflagrou, na última terça feira (29), em Vila Velha (ES), a Operação 3x4. Durante a ação, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência de uma investigada, suspeita de obtenção de diversos benefícios assistenciais ao idoso (BPC/LOAS) com a utilização de documentação falsificada.

De acordo com investigações, há cerca de oito anos a acusada usava idosos de sua comunidade para se passar por pessoas fictícias no momento de se apresentar junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) .

O prejuízo estimado até o momento é de aproximadamente R$ 1,8 milhão, podendo chegar a R$ 1,9 milhão, considerando a expectativa de vida dos supostos beneficiários conforme tabela de mortalidade do IBGE (2016), em pagamentos futuros que seriam realizados caso o esquema criminoso não tivesse sido desarticulado.

O nome da operação faz alusão ao fato de que uma das primeiras providencias tomadas pela denunciada, seria levar os idosos cooptados para tirar fotografias 3×4 para confeccionar os documentos fraudulentos.

Força-Tarefa Previdenciária – A parceria é integrada pela Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, e atua no combate a crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

 

Informações para a Imprensa

Camilla Andrade

(61) 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência

Voltar para o topo