COMBATE ÀS FRAUDES: Força-Tarefa realiza ação contra fraudes no norte fluminense

Publicado: 16/05/2018 17:57
Última modificação: 16/05/2018 17:58

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária em Campos dos Goytacazes (RJ) e São João da Barra (RJ)

Da Redação (Brasília) – A Polícia Federal, em parceria com a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária ( COINP) da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda, cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária, nos municípios de Campos dos Goytacazes (RJ) e São João da Barra (RJ), na manhã desta quarta-feira (16).

Trata-se de mais uma ação de combate a fraudes a benefícios por incapacidade no norte fluminense, desenvolvida como desdobramento da Operação Cardiopatas, deflagrada em dezembro de 2017.

O investigado preso, portador de artrose grave no joelho, era o integrante da organização criminosa responsável por submeter-se a exames médicos de imagem, fazendo-se passar pelos clientes da quadrilha, os quais não possuíam nenhuma doença ortopédica. Após a obtenção dos laudos dos exames ideologicamente falsos, a organização criminosa  utilizava estes documentos nas perícias do INSS para obter benefícios por incapacidade fraudulentos.

Operação Cardiopatas –  A ação que ocorreu em 8 de dezembro de 2017 contou com 120 policiais federais e dois analistas de inteligência previdenciária para o  cumprimento de 12 mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária, 15 de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva, nos municípios de Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Italva e Casimiro de Abreu.

Entre os investigados estão técnicos do seguro social, médicos peritos, médicos particulares, agenciadores de benefícios e cooptados.

A denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal ( MPF) já foi recebida pela 1° Vara Criminal do Rio de Janeiro e os réus responderão pelos delitos de integrar organização criminosa, peculato, corrupção e estelionato previdenciário.

Durante a investigação foram comprovadas fraudes relacionadas a pelo menos 67 beneficiários de auxílio-doença  e aposentadoria por invalidez, gerando um prejuízo apurado de, no mínimo, R$11.385.441,76 aos cofres da Previdência Social.

Força-Tarefa Previdenciária – A parceria é integrada pela Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, e atua no combate a crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a COINP é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

 

Informações para a imprensa

(61) 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência