INSTITUCIONAL: Brasil recebe prêmio de boa prática por cooperação com previdência de Moçambique

Publicado: 04/12/2017 11:24
Última modificação: 04/12/2017 11:31

Cerimônia foi realizada durante evento da AISS em Montevidéu, que reconhece iniciativas de ponta na área de seguridade social

Coordenador da área internacional da Previdência, Eduardo Basso, fala durante evento que premiou o Brasil por projeto de modernização previdenciária em Moçambique 22.nov.2017. FOTO: SPREV

Da Redação (Brasília) – A Secretaria de Previdência foi premiada, neste ano, pelo projeto Boas Práticas da Associação Internacional de Seguridade Social (AISS), durante o Fórum Regional da Seguridade Social, promovido em Montevidéu no mês de novembro. O prêmio foi concedido pelos resultados obtidos com o projeto de cooperação técnica Brasil – Moçambique “Modernização da Previdência de Moçambique”.

No contexto da AISS, a boa prática é definida como iniciativa estratégica realizada no âmbito de uma organização de seguridade social com o objetivo de promover a melhoria das suas capacidades administrativas e operacionais. Os prêmios de boas práticas acontecem durante os fóruns regionais e internacionais da associação.

As instituições membro inscrevem práticas relacionadas à seguridade social, as quais acreditam que sejam relevantes para serem trocadas e compartilhadas. Por isso, o banco de boas práticas da AISS é uma excelente fonte de pesquisa e cooperação técnica, no qual o Brasil possui diversas iniciativas publicadas.

Modernização da Previdência de Moçambique – O contato entre os dois países teve início em 2007, quando uma delegação do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS-Mz) de Moçambique esteve no Brasil. Nessa primeira visita, os representantes conheceram o Ministério da Previdência Social (MPS) e a sede da Dataprev, localizados em Brasília. Na oportunidade, a delegação manifestou interesse em obter a colaboração do Brasil na informatização do sistema previdenciário moçambicano.

Em 2008, nova delegação esteve no Brasil com a finalidade de conhecer os sistemas informatizados da Previdência, como a Central 135, que disponibiliza diversos serviços por telefone, incluindo o agendamento de atendimentos. Na ocasião, o MPS reafirmou o compromisso de apoiar Moçambique na formulação da política previdenciária.

Em março de 2009, foi a vez de representantes da Dataprev e da Secretaria de Políticas de Previdência Social irem ao país africano, para conhecer o seu sistema de Seguridade Social. Em abril do mesmo ano, a Dataprev apresentou relatório com recomendações para as autoridades moçambicanas.

No mês seguinte, em abril de 2009, foi elaborada a proposta do projeto de cooperação, e o documento foi enviado para a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) do Ministério das Relações Exteriores. Em outubro desse ano, o Instituto Nacional de Segurança Social de Moçambique contratou, localmente, pessoal para desenvolver o projeto proposto pela Dataprev, empresa que foi convidada para participar como consultora.

O projeto, assinado entre os dois países em dezembro de 2010, visa trazer novo procedimento ao sistema de previdência social do país da costa leste da África, com população de 20 milhões de pessoas. Será informatizado todo o processo que hoje é feito manualmente, incluindo os sistemas de pagamento e arrecadação pela rede bancária. Em agosto de 2011, os dois países voltaram a se reunir formalmente em Brasília.

País africano de língua oficial portuguesa (PALOP), Moçambique faz parte do grupo de países que mais participam de cooperação técnica junto com o Brasil. Estão em andamento, ainda, negociações para acordo previdenciário entre os dois países, que, ao entrar em vigência, beneficiará 3.500 brasileiros que trabalham na nação africana, além do cidadãos moçambicanos que residem no Brasil.

Informações para a Imprensa

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência