COMBATE ÀS FRAUDES: Força-Tarefa Previdenciária cumpre mandado de busca e apreensão em MG

Publicado: 20/12/2017 15:57
Última modificação: 26/12/2017 16:00

O prejuízo estimado é de R$ 500 mil

Da Redação (Brasília) – A Força-Tarefa Previdenciária do Espírito Santo deflagrou na manhã desta terça-feira (19), na cidade de Inhapim (MG), a segunda fase da Operação La Pensão é Mobilie, que teve início em maio desse ano.

Na primeira etapa, foram investigados supostos procuradores de uma mesma pensão por morte previdenciária que reivindicavam representar o pensionista, solicitando, inclusive, transferência do benefício entre várias Agências da Previdência Social, concessão de benefícios mediante apresentação de documentos falsos, além de realizarem empréstimos consignados junto a financeiras.

Nesta segunda fase foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência de um dos investigados para a obtenção de provas que reforcem os indícios já existentes no inquérito policial.

O prejuízo estimado até o momento é de aproximadamente R$ 500 mil. A operação contou com a participação de quatro policiais federais e um servidor da área de Inteligência Previdenciária.

Combate às fraudes – A Força Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, e atua no combate a crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP)  é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência.

Além dos órgãos integrantes da Força Tarefa, a COINP conta com a parceria do TCU, CGU e AGU, além do apoio do INSS, na cessão de servidores para composição dos grupos de trabalhos e no repasse de informações essenciais à descoberta de fraudes estruturadas nos sistemas previdenciários.

 

Informações para a Imprensa

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência

 

Voltar para o topo