FORÇA TAREFA: Operação prende líder de organização criminosa

Publicado: 26/10/2017 11:28
Última modificação: 26/10/2017 11:28

Fraudes consistiam na concessão irregular de benefícios previdenciários

Da Redação (Brasília) – A Força-Tarefa Previdenciária deflagrou em São Luís (MA), na manhã desta quinta-feira (26), a Operação Vetores II. Ao todo, foram cumpridos um mandado de prisão preventiva, dois de condução coercitiva e dois de busca e apreensão.

As investigações da ação de hoje tiveram início nos desdobramentos de outra operação, deflagrada em fevereiro deste ano. À época, foram investigados sócios, administradores e contadores de empresas transmissoras de GFIPs (Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social) irregulares. Esse documento servia de base para a concessão de benefícios previdenciários fraudulentos.

Nessa operação, as investigações se concentraram no principal responsável pelo esquema de fraudes contra a Previdência Social, cuja participação ocorreu tanto na transmissão de GFIPs, como na falsificação dos documentos utilizados pelos requerentes na obtenção dos benefícios. Foram também identificados outros dois intermediários com participação comprovada no esquema criminoso investigado.

A operação contou com a participação de policiais federais e servidor da área de Inteligência Previdenciária.

Força Tarefa Previdenciária – A Força Tarefa Previdenciária é integrada pela Secretaria de Previdência, Policia Federal e o Ministério Público Federal e atua no combate de maneira integrada e eficaz nos crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária – COINP é a área de inteligência responsável por identificar e analisar as distorções que envolvem indícios de fraude estruturados contra a Previdência.

 

Informações para a Imprensa

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência