COMBATE ÀS FRAUDES: Força Tarefa Previdenciária desarticula quadrilha no sul do país

Publicado: 13/07/2017 08:40
Última modificação: 13/07/2017 10:27

Ação ocorreu nas cidades de Caxias do Sul (RS) e Chapecó (SC)

 

Da Redação (Brasília) – Operação da Força Tarefa Previdenciária no Rio Grande do Sul desarticulou, na manhã desta quinta-feira (13), uma quadrilha especializada em fraudar auxílios-reclusão. Cerca de 40 policiais federais e três servidores da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria de Previdência cumprem oito mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva na região de Caxias do Sul e em Chapecó (SC).

A organização criminosa atuava nos três estados do sul do país – Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O grupo falsificava documentos públicos para ter direito aos auxílios e, assim, conseguir sacar o benefício. A investigação identificou 28 pessoas envolvidas diretamente com a fraude e pelo menos 500 beneficiários que receberam, irregularmente, mais de R$ 2,3 milhões.

Os principais crimes investigados nessa operação, denominada Azkaban, são estelionato contra a Previdência Social, organização criminosa, falsificação de documento e uso de documento falso.

Força Tarefa Previdenciária – A Força Tarefa Previdenciária é uma parceria entre a Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, que visa a combater crimes contra o sistema previdenciário. A COINP é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes contra a Previdência.

Além dos órgãos integrantes da Força Tarefa, a COINP conta com o apoio do INSS, na cessão de servidores para composição dos grupos de trabalhos e no repasse de informações essenciais na descoberta de fraudes estruturadas nos sistemas previdenciários. Outra forma importante no combate às fraudes é a análise de denúncias feitas por cidadãos no canal de teleatendimento 135. Muitas das operações deflagradas pela Força Tarefa Previdenciária começam com uma simples denúncia que é analisada pela Inteligência Previdenciária.

 

Informações para a Imprensa

Camilla Andrade

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência