COMBATE ÀS FRAUDES: Força Tarefa Previdenciária prende mais seis pessoas nesta quinta-feira

Publicado: 08/06/2017 09:52
Última modificação: 08/06/2017 09:53

As prisões ocorreram nos estados da Bahia e Minas Gerais

 

Da Redação (Brasília – A Força-Tarefa Previdenciária prendeu, nesta quinta-feira (8), seis pessoas acusadas de fraudar benefícios assistenciais ao idoso (BPC/LOAS). Além das prisões preventivas, a Operação Monte Gordo cumpriu outros seis mandados de busca e apreensão nos municípios de Camaçari e Nilo – localizados no estado da Bahia – e  em Ituiutaba, Minas Gerais.

A organização criminosa atuava desde 2009, sendo formada por pelo menos seis integrantes que exerciam fraudulentamente as funções de procuradores em benefícios assistenciais à pessoa idosa. O esquema criminoso era realizado através da criação de pessoas fictícias por meio de documentos inidôneos e procurações públicas falsificadas, outorgadas aos fraudadores para fins de concessões e saques dos benefícios.

O valor do prejuízo estimado até o momento é de R$ 2,3 milhões  aos cofres da Previdência, relativo a 54 benefícios analisados pela Inteligência Previdenciária. O valor do prejuízo evitado, considerando a expectativa de vida constante na tabela do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) foi de R$ 2,8 milhões.

A ação contou com a participação de 40 policiais federais, seis servidores da Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda e dois servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Os envolvidos serão indiciados pela prática dos crimes de estelionato contra a assistência social  e associação criminosa.

Força Tarefa Previdenciária – A Força Tarefa Previdenciária é uma parceria entre a Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, que visa a combater crimes contra o sistema previdenciário. A Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria de Previdência é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes contra a Previdência.

Além dos órgãos integrantes da Força Tarefa, a COINP conta com o apoio do INSS, na cessão de servidores para composição dos grupos de trabalhos e no repasse de informações essenciais na descoberta de fraudes estruturadas nos sistemas previdenciários. Outra forma importante no combate às fraudes é a análise de denúncias feitas por cidadãos no canal de teleatendimento 135. Muitas das operações deflagradas pela Força Tarefa Previdenciária começam com uma simples denúncia que é analisada pela Inteligência Previdenciária.

 

Informações para a Imprensa

Camilla Andrade

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência