REFORMA: Seminário promove debate sobre principais pontos da Reforma da Previdência

Publicado: 25/04/2017 19:31
Última modificação: 03/05/2017 12:24

Marcelo Caetano destaca questão demográfica e necessidade de ajustes nas contas para garantir a sustentabilidade da Previdência

Da Redação (Brasília) – Autoridades, jornalistas e especialistas  em Previdência participaram de debate sobre os principais

Evento reúne especialistas para discutir principais pontos de alteração na Reforma da Previdência. Foto: Ascom/Secretaria de Previdência

pontos da Reforma da Previdência nesta terça-feira (25), em Brasília. Durante a abertura do Seminário “Correio debate a Reforma da Previdência”, promovido pelo Jornal Correio Braziliense, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, lembrou que a despesa com o pagamento de benefícios previdenciários do RGPS e RPPS representa 13% do PIB e que o custo de não fazer uma reforma é muito alto para o país.

“A reforma é necessária e gradual, uma vez que não haverá aumento da carga tributária, que está prevista uma regra de transição de 20 anos e que o cálculo preservará os rendimentos de quem ganha até um salário mínimo, atualmente, 64% da população”, afirmou o ministro.

O secretário de Previdência, Marcelo Caetano, lembrou que em breve o país vai passar por um  acelerado processo de envelhecimento populacional. “A população envelhece em um ritmo bastante acentuado e isso acaba tendo um forte impacto na situação previdenciária. A reforma é necessária para garantir a sustentabilidade das contas no país”, afirmou o secretário que participou de plenária de debate sobre o tema, juntamente, com o deputado federal e relator da Reforma no Congresso, Arthur Maia; o deputado federal , Arnaldo Faria de Sá;  e o auditor fiscal da Receita Federal, Mário Pereira Pinho Filho.

Após o debate Marcelo Caetano respondeu a questionamentos dos participantes do evento. Ele explicou os principais pontos da reforma e os ajustes propostos , falou sobre o respeito ao direito adquirido, a regra de transição, estabelecimento da idade mínima, o BPC-LOAS, o impacto destas medidas bem como a necessidade de promover os ajustes.

Informações para a imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência