FORÇA-TAREFA: Operação investiga médicos peritos de São Carlos (SP)

Publicado: 16/09/2016 17:16
Última modificação: 16/09/2016 17:16

Profissionais são acusados de fraude no registro de ponto e descumprimento de carga horária

Da Redação (Brasília) – A Força-Tarefa Previdenciária (que reúne Previdência Social, Polícia Federal e Ministério Público Federal) deflagrou nesta sexta (16) uma operação que investiga grupo de peritos médicos lotados na Agência da Previdência Social em São Carlos (SP).

A partir de denúncias recebidas, a investigação apontou que os peritos médicos não cumpriam a carga horária de trabalho, sendo que  rotineiramente atendiam em suas clínicas particulares e em hospitais da região no horário em que deveriam estar exercendo suas atividades no serviço público.

Além disto, os médicos se associaram em um esquema de fraude ao registro de ponto, realizado por senha, tendo sido detectado que havia dois grupos de médicos que se revezavam no registro de ponto.

A investigação foi conduzida pelo núcleo de inteligência da Delegacia da Polícia Federal em Araraquara e, no decorrer das apurações contou com o apoio da Assessoria de Pesquisa e Estratégica e Gerenciamento de Riscos – APEGR da Previdência Social.

A ação, batizada de Operação Ponto Final 2, determinou que os investigados serão indiciados pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato, abandono de função pública, prevaricação e associação criminosa.

Quarenta policiais estão cumprindo 20 mandados judiciais, sendo oito de condução coercitiva e 12 de busca e apreensão em consultórios e hospitais.

Além disto, estão sendo cumpridas notificações da decisão de afastamento provisório do serviço público, bem como proibição temporária dos investigados de entrarem no edifício da Agência da Previdência Social em São Carlos, além do impedimento de se ausentarem da comarca.

Em um segundo momento, serão adotadas as medidas para a futura responsabilização na esfera cível, com ressarcimento ao erário e perda do cargo público.

Força-Tarefa Previdenciária – A Força-Tarefa Previdenciária é uma parceria entre a Previdência Social, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, que visa a combater crimes contra o sistema previdenciário. A Assessoria de Pesquisa Estratégica e de Gerenciamento de Riscos da Previdência (APEGR) é a área de inteligência responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes contra a Previdência Social e encaminhá-las à Polícia Federal para investigação em regime de força-tarefa.

Denúncias – Denúncias feitas à Ouvidoria-Geral da Previdência Social são a principal matéria-prima no combate a esquemas criminosos que atuam contra o sistema previdenciário. Os cidadãos podem ajudar denunciando casos suspeitos. Ligue 135. Todas as informações são mantidas sob sigilo.

Informações para a Imprensa

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Voltar para o topo