COMBATE ÀS FRAUDES: Força-Tarefa desarticula ação de grupo que fraudava benefícios no Espírito Santo e Rio de Janeiro

Publicado: 02/08/2016 19:30
Última modificação: 02/08/2016 19:30

Economia proporcionada aos cofres da Previdência com a desarticulação do esquema criminoso é de pelo menos R$ 15 milhões

Da Redação (Brasília) –  A Força-Tarefa Previdenciária realizou operação de combate às fraudes, nesta terça-feira (2), nos estados do Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Durante a ação foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva.

Durante as investigações foram detectadas irregularidades em benefícios de pensão por morte previdenciária concedidos no estado do Rio de Janeiro e transferidos para o Espírito Santo. Foram identificados, inicialmente, 12 pensões fraudulentas, sendo que dez tiveram os pagamentos transferidos para o Espírito Santo, onde residia o principal fraudador. Para obter os benefícios, o grupo falsificava documentos e outros dados, como inserção de vínculos empregatícios falsos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Segundo a  Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR) – setor de inteligência da Secretaria de Previdência responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência e encaminhá-las à Polícia Federal para investigação em regime de força-tarefa –  foram identificados 20 benefícios obtidos por meio de fraudes. Estima-se que o prejuízo causado seja de, aproximadamente, R$ 8 milhões aos cofres públicos. Contudo, a economia proporcionada aos cofres da Previdência com a desarticulação do esquema criminoso é de pelo menos R$ 15 milhões, considerando a expectativa de vida média da população brasileira, segundo o IBGE

Os responsáveis vão responder pelos crimes de falsificação e uso de documento público, falsidade ideológica, estelionato previdenciário e inserção de dados falsos em sistemas de informações da Previdência Social. A operação foi batizada com o nome “Ghost Hunters” porque os beneficiários na verdade nunca existiram, eram “fantasmas”.

Força-Tarefa Previdenciária – Esta é a 32ª operação da Força-Tarefa Previdenciária em 2016. Com essas ações, a Previdência Social já conseguiu evitar um prejuízo de, pelo menos, R$ 185 milhões aos cofres públicos. A Força-Tarefa Previdenciária é uma parceria existente há 16 anos entre a Previdência Social, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, que visa a combater crimes contra o sistema previdenciário.

Informações para a imprensa

(61) 2021-5009 e 2021-5109

ascom.mps@previdencia.gov.br

Secretaria da Previdência