TRABALHO: Pronatec terá 2 milhões de vagas em 2016 e cursos pela TV

Publicado: 09/03/2016 17:30
Última modificação: 10/03/2016 14:45

Pelo menos 25% das matrículas de jovens e adultos serão vinculadas à educação profissional

Formatura-de-1.200-alunos-do-Pronatec-no-Para

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) terá dois milhões de novas vagas em 2016, com parte destas ofertada especialmente a estudantes do programa de Educação para Jovens e Adultos (EJA), do Ministério da Educação (MEC), anunciou a presidente Dilma Rousseff, nesta quarta-feira (9), em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília.

De acordo com Dilma, o Pronatec, criado por ela em 2011, tem ajudado o Brasil a superar a histórica falta de investimento em educação técnico-profissional. “Eu acredito que o Pronatec é uma conquista e uma realização de sucesso no Brasil. Nós decidimos que investir em educação técnico-profissional era uma exigência. Uma exigência para que o País pudesse ter uma nova característica no próximo ciclo econômico, lá em 2011 ainda”, recordou.
O ministro Miguel Rossetto (Trabalho e Previdência Social) acompanhou a cerimônia, além de Aloízio Mercadante (Educação), Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), Armando Monteiro (Indústria e Comércio), além de Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria.

Novidades – De 2011 a 2015, o programa teve mais de 9 milhões de matrículas. Além da meta de ter 2 milhões de inscritos em 2016, a nova fase do Pronatec, lançada hoje, terá 372 mil vagas para estudantes da EJA, pessoas com mais de 18 anos que não terminaram o ensino fundamental ou o médio. Além disso, será associada a qualificação profissional às aulas do fundamental e médio. Pelo menos 25% das matrículas de jovens e adultos, nos ensinos fundamental e médio, serão vinculadas à educação profissional.

O MEC também fará parcerias com TVs públicas para oferecer cursos técnicos em uma plataforma on-line de qualificação profissional. Os estudantes do programa também poderão optar pelo e-Pronatec, que permite estudar à distância, de acordo com a própria disponibilidade, por meio de plataformas digitais, simuladores, animações e outros métodos de aprendizagem na internet, na TV Escola e em demais canais educativos, ofertados principalmente pelos institutos federais e pelo Sistema S (Sesc, Senat, Senai, Senac e outros).

Sobre o Pronatec – O Pronatec oferece dois tipos de formação: cursos técnicos de maior duração, que variam de um ano e meio a dois anos, e cursos de qualificação profissional de curta duração, que vão de dois a três meses até seis meses.

Todos são gratuitos e o aluno ganha a matrícula, os livros, o uniforme, o material para usar nas aulas práticas e até auxílio para alimentação e o transporte. Os cursos são divididos principalmente nas áreas da indústria, comércio, agricultura e transportes. Dos beneficiados do Pronatec, 70% são jovens com até 29 anos, 60% são mulheres e um terço das matrículas é no Nordeste.

Informações para a Imprensa

(61) 2031-6537

Ascom MTPS/ Trabalho