CAMPANHA NACIONAL: MTPS na luta contra o mosquito Aedes aegypti

Publicado: 05/02/2016 19:01
Última modificação: 05/02/2016 19:03

Ação integra o eixo de mobilização do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia

Da Redação (Brasília) – Servidores do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) estão mobilizados na campanha #ZikaZero – ação do governo federal de combate e prevenção aos possíveis focos do mosquito Aedes aegypti nas instalações e arredores dos prédios públicos, iniciada no dia 29 de janeiro.

A ação integra o eixo de mobilização do Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia que acontece em ministérios, autarquias, agências e demais órgãos vinculados à administração pública federal. A proposta é envolver todos os servidores para intensificar o combate ao Aedes aegypti, principal vetor das doenças Dengue, Zika e Chikungunya. Os possíveis focos do mosquito que forem identificados serão repassados à Sala Nacional de Comando e Controle.

Desde a data inicial da campanha, servidores do MTPS já realizaram rodízio de limpeza de calhas, caixas d’água e jardins. As ações pretendem estimular o descarte correto do lixo e redobrar a atenção dos servidores para recipientes que possam acumular água, como vasos de plantas e lixeiras. No prédio da Administração Central do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no Setor de Autarquias Sul em Brasília, foram distribuídos cartazes e panfletos sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti, além de mobilização com os servidores e videoconferências com as gerências estaduais.

O sistema de espera telefônica do prédio sede do Ministério do Trabalho e Previdência também foi atualizado. A partir do dia 5 de fevereiro os cidadãos já têm acesso a orientações básicas, enquanto aguardam a transferência de ligações internas do prédio.

Cartazes explicativos também foram impressos e serão distribuídos nas 1.510 agências da Previdência Social e nas 1.600 agências do Sistema Nacional de Empregos (SINE), além dos 500 entes de Regimes Próprios que participarão do 28º Seminário Nacional de Previdência Social, promovido pela ABIPEM – Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais, de 8 a 10 de março de 2016, em Belém (PA).

Uma mensagem de sensibilização para envolvimento de todos os cidadãos na campanha será incluída nos extratos previdenciários relativos à competência 02/2016.

Mobilização – O Governo Federal instalou a Sala Nacional de Coordenação e Controle para o Enfrentamento à Microcefalia para gerenciar e monitorar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

A Sala funciona no Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Secretaria Nacional de Defesa Civil (CENAD) do Ministério da Integração, em Brasília, e até o momento, 18 estados já instalaram suas sedes.

Os casos de microcefalia, condição também associada à infecção por Zika vírus, têm sido investigados no país. Até o último dia 20, o Governo Federal registrou 3.893 casos suspeitos relacionados com algum agente infeccioso causador de malformação congênita. Os casos suspeitos da doença em recém-nascidos são computados desde o início das investigações (em 22 de outubro de 2015) até 16 de janeiro deste ano e ocorreram em 764 municípios de 21 unidades da federação.