CAGED: Rio Grande do Sul e Santa Catarina lideram geração de empregos em janeiro

Publicado: 26/02/2016 16:10
Última modificação: 26/02/2016 17:29

Agropecuária e Indústria de transformação puxaram o crescimento

rural

Agropecuária e Indústria de transformação puxaram o crescimento.

Da Redação (Brasília) – Cinco estados brasileiros geraram empregos no mês de janeiro de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (26/02). Os destaques foram o Rio Grande do Sul (+7.263) e Santa Catarina (+7.211), seguidos por Mato Grosso (+6.900). O estado do Paraná gerou 1.074 empregos e a Paraíba, 189 postos.

No Rio Grande do Sul, a expansão de 0,28% com relação ao mês anterior, foi puxada pelo crescimento do emprego nos setores da Agropecuária (+6.744 postos) e Indústria Transformação (+2.708 postos), principalmente, na indústria de calçados (+ 1.940 postos) e indústria da borracha (+1.142). O número de admitidos no estado foi de 92.552 e desligados de 85.289, com saldo positivo de 7.263.

A criação de 7.211 (+0,36%) empregos com carteira assinada em Santa Catarina deveu-se principalmente ao crescimento nos setores da Agropecuária (+3.821 postos), Indústria de Transformação (+2.598 postos), Construção Civil (+1.437 postos) e Serviços (+1.202 postos). Foram 82.083 trabalhadores admitidos e 74.872 desligados.

No estado do Mato Grosso, em janeiro de 2016, foram gerados 6.900 empregos celetistas, equivalente ao crescimento de 1,05% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. A expansão ocorreu principalmente pelo crescimento nos setores da Agropecuária (+5.844 postos) e dos Serviços (+1.045 postos). Em janeiro, 34.558 trabalhadores foram admitidos e 27.658 foram desligados no estado.

Os dados do Caged apontam a criação de 1.074 empregos formais no Paraná, um crescimento de 0,04% em relação a dezembro de 2015. Os setores de atividade que mais contribuíram para o resultado foram Serviços (+2.510 postos) e Construção Civil (+1.412 postos). O número de admitidos no estado foi de 92.121 e o de desligados foi de 91.047.

Na Paraíba, com a admissão de 11.540 trabalhadores e a demissão de 11.351, o saldo foi de 189 empregos criados. Os setores de atividade que mais contribuíram para este resultado foram Serviços (+957 postos) e o Comércio (+274 postos).

Clique aqui e acesse os dados do Caged de janeiro.

Informações para a Imprensa
(61) 2031-6537 e (61) 2031 3430
Ascom/MTPS