SAÚDE E SEGURANÇA: Brasil e Itália discutem sistema de seguro contra acidentes de trabalho

Publicado: 10/12/2015 17:13
Última modificação: 10/12/2015 17:13

LOC/REPÓRTER: O custeio do Seguro contra Acidentes de Trabalho no Brasil e na Itália está sendo discutido no 2º Seminário Internacional sobre o tema, promovido pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social nesta quinta e sexta-feira, em Brasília. As necessidades de aprimoramento e os problemas atuais para a concessão e o reconhecimento dos benefícios de natureza acidentária e da aposentadoria especial fazem parte do debate.

O diretor de Políticas de Saúde e Segurança Ocupacional do Ministério do Trabalho e Previdência Social, Marco Perez, explica como essa troca de experiências vai contribuir para melhorar a gestão do sistema no Brasil.

TEC/SONORA: Marco Perez, diretor de Políticas de Saúde e Segurança Ocupacional do Ministério do Trabalho e Previdência Social.

A gente vem procurando entender como é que funciona o sistema desses seguros em outros países, e o sistema italiano, do ponto de vista estrutural, é o que possui maiores semelhanças com o sistema brasileiro. Então, a nossa ideia, desse seminário, é nós podermos desenvolver uma troca de experiências onde a gente conhece quais são as dificuldades e os avanços que vem tendo no sistema italiano, e os italianos conhecerem quais são as dificuldades e avanços que o nosso sistema tem apresentado.  Com isso, a gente pretende ter conteúdo para discutir com a sociedade melhorias no nosso sistema de seguros contra acidentes de trabalho.

LOC/REPÓRTER: O 2º Seminário Internacional sobre os Sistemas de Seguro contra Acidentes de Trabalho no Brasil e na Itália: custeio, benefícios e relação com o eSocial faz parte das atividades previstas no Acordo de Cooperação Internacional do Programa para Coesão Social na América Latina – EUROsocial. O evento, realizado no auditório do MTPS, reúne especialistas dos dois países e termina nesta sexta-feira.

De Brasília, Lourdes Marinho.

Voltar para o topo