INTERNACIONAL: Ministério e INSS capacitam técnicos da Previdência Social de Moçambique

Publicado: 01/10/2015 18:57
Última modificação: 01/10/2015 19:00

Na capital baiana, representantes do país africano conhecem funcionamento da Central 135

Técnicos do INSS-Mz participam de capacitação na Central 135 do INSS em Salvador. Foto: Divulgação/ACS-BA

Técnicos do INSS-Mz participam de capacitação na Central 135 do INSS em Salvador. Foto: Divulgação/ACS-BA

De Salvador (BA) – Técnicos do Instituto Nacional de Segurança Social de Moçambique (INSS-Mz) participam de curso de capacitação em atendimento remoto, na Central 135 do INSS em Salvador. A iniciativa está inserida no Projeto de Modernização da Previdência Social de Moçambique, que faz parte de um acordo de cooperação técnica internacional entre o Brasil e o país africano. A capacitação está focada na implantação e operacionalização da Central de teleatendimento no INSS-Mz.

Durante toda a semana a equipe de técnicos que irá atuar na Central moçambicana conheceu o histórico de como era o atendimento do INSS antes e depois da instalação da Central de Atendimento; as formas de atendimento e a importância do serviço; tipos de serviços prestados pela Central; a tecnologia utilizada pelo 135; sistemas e ferramentas; como é realizada a capacitação dos colaboradores, entre outros. A equipe teve oportunidade também de conhecer o funcionamento e as instalações físicas da unidade da Central 135 localizada na capital baiana.

O sistema de Segurança Social de Moçambique conta com aproximadamente 580 mil beneficiários, de uma população estimada de 22 milhões de habitantes. Segundo os técnicos de Moçambique, o INSS-Mz já possui um call center, com seis servidores. O objetivo, com esse treinamento, é melhorar a qualidade do atendimento aos cidadãos, satisfazendo as necessidades de informações dos seus usuários.

O Projeto de Modernização da Previdência Social de Moçambique está em sua segunda fase. Em uma primeira etapa, focou-se na informatização dos processos do INSS-Mz e na criação de banco de dados semelhante ao Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) brasileiro. Neste momento, as iniciativas estão relacionadas às áreas de atendimento, incluindo o remoto, auditoria e comunicação social.

Central 135 – No Brasil, são aproximadamente 5 milhões de ligações mensais recebidas nos 4,2 mil pontos de atendimento por telefone. Além de Salvador, há duas outras unidades da Central 135, localizadas em Caruaru (PE) e Palmas (TO). Entre os serviços oferecidos pela Central 135, estão a consulta e andamento de processos, o agendamento de atendimento nas Agências da Previdência Social e a marcação de perícia médica.

A ligação é gratuita a partir de linha fixa, e tem custo de tarifa local se realizada de celular. O atendimento personalizado é feito de segunda a sábado, das 7h às 22h. Fora destes horários e também aos domingos e feriados, o atendimento é realizado exclusivamente na modalidade eletrônica. (Ascom/MPS)