FÓRUM: Ministro participa da instalação do fórum que vai debater o futuro da Previdência

Publicado: 02/09/2015 19:33
Última modificação: 03/09/2015 15:56

Plenária reuniu representantes do governo, dos trabalhadores, aposentados e empresários

 

Abertura do Fórum de Debates no Palácio do Planalto. Foto: Erasmo Salomão/MPS.

Abertura do Fórum de Debates no Palácio do Planalto. Foto: Erasmo Salomão/MPS. Mais fotos

 

Da Redação (Brasília) – “Tenho certeza de que neste fórum encontraremos o modelo ideal para continuar mantendo a sustentabilidade da Previdência Social”, disse o ministro da Previdência, Carlos Gabas durante a instalação do Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdência Social nesta quarta-feira (2). A cerimônia de abertura foi no Palácio do Planalto, em Brasília.

 

O ministro falou sobre o desafio que o Brasil enfrentará em breve com a transição demográfica e disse que está otimista para os trabalhos do fórum. “As pessoas estão vivendo mais e isso é ótimo, mas essa realidade nos impõe um enorme desafio, que é ter uma previdência sustentável. Esperamos muito por este fórum,” declarou.

 

Durante a abertura do evento, o coordenador do fórum, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, ressaltou a importância dos debates para a construção de soluções que possam estimular o crescimento econômico do país. Rossetto espera que ao final do ano o fórum ofereça um relatório com propostas consistentes sobre os temas que serão discutidos.
Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, fez uma apresentação aos integrantes do fórum sobre o cenário econômico do país e chamou a atenção para as despesas com previdência – correspondentes a 40% do gasto primário do governo. Segundo Barbosa, em 2019, o gasto com pagamentos de benefícios previdenciários poderá chegar a 8,3% do PIB. “É necessário fazer ajustes estruturais para controlar o crescimento desse gasto”. O ministro defendeu a busca por soluções com efeitos para o futuro, graduais e crescentes.

Também integram o fórum de debates os ministérios do Trabalho e Emprego e da Casa Civil, além de representantes dos trabalhadores, aposentados e empresários. Os participantes aprovaram o plano de trabalho do fórum e a formação de grupos de trabalho específicos para cada tema. A próxima plenária ficou agendada para o dia 14 de outubro, em Brasília.

 

Informações para a Imprensa

Renata Brumano
(61)2021-5102
Ascom/MPS