COMBATE À FRAUDE: Previdência participa de encontro sobre repressão a crimes previdenciários

Publicado: 21/09/2015 15:51
Última modificação: 21/09/2015 15:51

Da Redação (Brasília) – Alinhar e planejar os trabalhos de combate a crimes contra a Previdência Social foi o principal objetivo do 2º Encontro Nacional sobre Repressão a Crimes Previdenciários, realizado pela Polícia Federal (PF). O encontro teve a participação do Ministério da Previdência Social e reuniu todos os chefes das Delegacias de Repressão a Crimes Previdenciários da PF.

O chefe da Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR) do Ministério da Previdência Social, Marcelo Henrique de Ávila, destacou que o encontro permite o estreitamento da parceria entre Previdência e Polícia Federal. “Nessa oportunidade, mostramos o nosso planejamento com o objetivo de alinhar o nosso trabalho com o da Polícia”, destaca Ávila. O chefe da APEGR acrescenta ainda que, tendo conhecimento prévio das demandas que irão chegar, as delegacias podem, assim, criar melhores condições de planejar e de alocar os recursos no combate aos crimes previdenciários.

Durante o encontro, entre os dias 14 e 18 de setembro, em Porto Alegre (RS), Ávila mostrou que o investimento em inteligência não representa nem 2% do que é identificado em prejuízos com fraudes. Em 2015, por exemplo, o Ministério da Previdência Social investiu R$ 950 mil na área de inteligência. Com isso, conseguiu evitar, só este ano, um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 278 milhões.

Inteligência Previdenciária – O Ministério da Previdência Social possui uma área de inteligência, a Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR), que faz o batimento de dados com indícios de fraudes nos sistemas da Previdência Social. Identificadas inconsistências, a APEGR encaminha à Polícia Federal relatório para que seja aberto inquérito no intuito de apurar as denúncias. Esse trabalho conjunto entre Previdência, Polícia Federal e Ministério Público Federal se chama Força Tarefa Previdenciária, que combate crimes contra o sistema previdenciário brasileiro.

 

Informações para Imprensa:

Camilla Andrade

(61) 2021-5490

Ascom/MPS