COMBATE À FRAUDE: Mulher é presa em flagrante após sacar benefício fraudulento

Publicado: 03/09/2015 13:52
Última modificação: 04/09/2015 18:56

A prisão aconteceu na cidade satélite do Gama (DF)

 Da Redação (Brasília) – Uma mulher foi presa em flagrante, no final da tarde da última quarta-feira (2), após sacar um benefício fraudulento de pensão por morte em uma agência bancária do Gama, cidade localizada a 35 km de Brasília. A ação fez parte de um trabalho conjunto entre Polícia Militar do Distrito Federal e a Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR) do Ministério da Previdência Social.

Há indícios que a pensão por morte, no valor de R$ 3.014, foi concedida com a utilização de documentação falsificada. Somente com esse caso, foi estimado um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 407 mil. No entanto, ao considerar a expectativa de sobrevida da beneficiária, conforme tabela do IBGE, o prejuízo evitado com futuros pagamentos chegaria a R$ 1,25 milhão.

Prisão em Flagrante em Goiás –  Cinco pessoas que  tentavam obter empréstimos consignados em uma agência no município de Iporá (GO) foram conduzidas pela Policia Civil do Estado de Goiás para a Delegacia do município na tarde de hoje (3). O grupo utilizava documentos falsos para se passar por segurados da Previdência Social.

Qualquer pessoa que tiver conhecimento de ações que possam caracterizar uma fraude contra a Previdência Social, deve fazer uma denúncia pelo telefone 135. A ligação é gratuita de telefone fixo e tem custo de ligação local se feita por celular. O cidadão não terá a sua identidade divulgada. (Ascom/MPS)

 

 

Voltar para o topo