LEILÃO: INSS vende imóveis em Santa Catarina

Publicado: 27/04/2015 12:08
Última modificação: 27/04/2015 12:08

De Santa Catarina (SC) – Uma série de cinco leilões presenciais envolvendo 20 imóveis, entre prédios e terrenos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), acontece no próximo mês. Três deles, que totalizam valores estimados em R$ 1,5 milhão, ocorrem até julho deste ano, com a venda de 16 imóveis em Santa Catarina: duas salas comerciais e 12 lotes desocupados em Balneário Camboriú, um terreno de grande extensão em Capinzal e um imóvel comercial em Criciúma. O primeiro edital, referente aos imóveis de Balneário, foi publicado no dia segunda 20.

No primeiro leilão – marcado para o dia 20 de maio, às 13 horas, na sala 13 do edifício Imperatriz, na Avenida Atlântica, número 2.554 – o Instituto oferece as salas 15 e 16 do mesmo endereço, localizado em área central de Balneário Camboriú, e 12 lotes desocupados, no Bairro das Nações, bens avaliados em R$ 732 mil. Os interessados podem acessar o edital pelo site www.previdencia.gov.br, na aba Leilões, à direita da página.

No dia 24 de junho, na Agência da Previdência Social de Capinzal (Rua Ernesto Hachman, 435, Centro), às 13 horas, o INSS leiloa um terreno de seis mil metros quadrados na periferia do município, avaliado em R$ 586 mil. Já em 22 de julho, na sede da Gerência-Executiva de Criciúma (Rua São José, 170), às 13 horas, será oferecido um imóvel comercial (casa adaptada) no bairro Rio Maina, no valor aproximado de R$ 147,8 mil. A venda dos quatro terrenos em Ijuí e Joinville, que ainda não têm avaliação concluída, acontece a partir de agosto, em data a ser definida. Os editais são publicados sempre um mês antes do leilão.

Todos os imóveis oferecidos estão desocupados e com documentação em dia. O dinheiro arrecadado com as vendas é revertido diretamente para o Regime Geral da Previdência Social, para pagamento de benefícios aos segurados.

Muitas vantagens se somam à alienação de um imóvel não operacional que, por razões de engenharia, não se adapta aos parâmetros das instalações do INSS, ou seja, não apresenta condições de aproveitamento para o atendimento público. A venda representa também uma economia nos custos de manutenção com taxas de condomínio, luz e água.

 

 

Informações para Imprensa

Raquel Wandelli

(48) 3821-7158

ACS/SC

Voltar para o topo