BA: Sudoeste baiano paga 36 milhões em benefício assistencial

Publicado: 16/09/2014 12:06
Última modificação: 27/08/2015 08:55

No sudoeste baiano  valor pago mensalmente é superior a R$ 36 milhões

 

De Vitória da Conquista (BA) – A Gerência Executiva do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Vitória da Conquista (BA) possui aproximadamente 51 mil benefícios assistenciais ativos. O benefício, no valor de um salário-mínimo, contempla idosos com mais de 65 anos ou pessoas com deficiência que não possuem meios de prover o próprio sustento. Para isso, é necessário a comprovação de renda familiar per capta inferior a um quarto do salário-mínimo.

 
O benefício movimenta mais de R$ 36,8 milhões mensais no Sudoeste baiano. Entre os beneficiários, mais de 27 mil são pessoas com deficiência comprovada por meio de relatórios médicos que atestam a incapacidade para vida independente e para o trabalho. A documentação é avaliada no momento da realização do exame médico pericial, feito por profissionais do INSS.

 

Todos os requerimentos feitos por idosos ou pessoas com deficiência passam ainda por análise social efetuada pelos assistentes sociais, integrantes do quadro de servidores do instituto. O benefício assistencial, é previsto pela Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) Nº 8.742, de dezembro de 1993.

 

Para solicitar o benefício, o interessado deve ligar para a Central 135 ou acessar o portal www.previdencia.gov.br. O serviço é gratuito e o atendimento é feito na Agência da Previdência Social mais próxima do domicílio do requerente. Entre os documentos necessários para a formalização do pedido estão certidões, carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. Também é necessária a apresentação de carteiras de trabalho, caso possua, além da documentação pessoal dos integrantes do grupo familiar do solicitante e que residam na mesma casa.

 
O BPC/Loas não é vitalício, passando por revisões periódicas que reavaliam a situação do beneficiário. No caso das pessoas que possuem deficiência, novos exames periciais podem ser requisitados seguindo as mesmas orientações que o inicial. Para a analista do Seguro Social com formação em Serviço Social, Paula Macário, o auxílio é um importante canal de transformação social. “O benefício cobre mínimas despesas sociais que correspondem à dignidade humana.”

 

Mais informações:
Maria Eduarda de Carvalho
(77) 3420-6710

SCS/BA