PAGAMENTO: Depósitos para quem recebe acima do mínimo começam na segunda (1º)

Publicado: 29/08/2014 15:30
Última modificação: 29/08/2014 15:29

Depósitos da primeira parcela do 13º também estão sendo creditados na folha de agosto

Da Redação (Brasília) – A Previdência Social inicia os depósitos da folha de agosto para os segurados que recebem acima do salário mínimo a partir desta segunda- feira (1º). Nesta data será liberado os benefícios dos segurados que possuem cartão com final 1 e 6, desconsiderando-se o dígito. Os segurados que recebem até um salário mínimo e possuem cartão com final 6, desconsiderando-se o dígito, também tem o pagamento liberado nesta data. A folha de agosto está creditando também a primeira parcela do 13º. O calendário de pagamento de agosto segue até o dia 5 de setembro. O segurado pode acompanhar o calendário de pagamento de benefícios pelo site da Previdência Social (www.previdencia.gov.br).

Na folha de agosto, a Previdência está transferindo para economia dos municípios mais de R$ 13,9 bilhões referentes apenas ao pagamento da primeira parcela da gratificação natalina, conhecida como 13º salário. Ao todo mais de 27 milhões de benefícios terão direito ao pagamento do abono, em todo o Brasil. Além disso, a folha de agosto vai pagar mais de 31 milhões de benefícios o que corresponde a um investimento superior a R$ 29 bilhões. Essa diferença entre a quantidade de benefícios da folha e o número de benefícios do abono ocorre porque nem todos os segurados têm direito a receber 13º. O valor total da folha, considerando o pagamento da gratificação natalina ultrapassa R$ 43 bilhões.

Não haverá desconto de Imposto de Renda (IR) nesta primeira parcela. De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º só é cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.

Extrato de pagamento– O extrato mensal de pagamento de benefícios já está para consultas na página do Ministério da Previdência Social na internet e nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores. A consulta ao extrato permite ao segurado visualizar o valor do pagamento dos benefícios. O serviço é decorrente do contrato firmado entre o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e as instituições financeiras que pagam, todos os meses, mais de 31 milhões de benefícios.

Informações para a Imprensa

Ligia Borges

(61) 2021-5779

Ascom/MPS

Voltar para o topo