MPS, INSS, Dataprev e Previc assinam Termo de Compromissos de Resultados para 2014

Publicado: 11/12/2013 16:19
Última modificação: 11/12/2013 16:19

 

"O compromisso é com o resultado. Mas nosso caso, o resultado é o bem-estar do segurado”, afirmou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. Foto: Nicolas Gomes

“O compromisso é com o resultado. Mas nosso caso, o resultado é o bem-estar do segurado”, afirmou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. Foto: Nicolas Gomes

Da Redação (Brasília) – As entidades que compõem a Previdência Social – MPS, INSS, Dataprev e Previc – assinaram Termos de Compromisso de Resultados em solenidade, na manhã desta quarta-feira (11), no Ministério da Previdência Social, em Brasília (DF). É a primeira vez no governo federal que todas as entidades de uma mesma pasta se comprometem, de forma conjunta, por meio de termos de compromissos alinhados entre si e que têm por referência o Mapa Estratégico da Previdência Social, vinculado ao Plano Plurianual 2012-2015.

“O compromisso é com o resultado. Mas nosso caso, o resultado é o bem-estar do segurado”, afirmou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, na solenidade de assinatura. Após reconhecer as metas alcançadas em 2013 e agradecer as contribuições individuais de todos os colaboradores das quatro entidades, o ministro afirmou esperar que em 2014 seja feito ainda mais.

Segundo Garibaldi Filho, diante de metas ambiciosas, planejamento estratégico bem elaborado e executado é parte essencial para que a instituição alcance seus objetivos de melhor atender ao cidadão. “Sou testemunha diária do compromisso que as pessoas que trabalharam com a Previdência têm por ela”, afirmou.

Para o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Lindolfo Sales, o trabalho do Instituto  é feito em atenção às metas acordadas, dispensando qualquer tipo de improviso. “O planejamento se concretiza no dia a dia. É um constante processo de planejar, realizar e avaliar”, disse. Ele ressaltu ainda que “para que tudo seja feito de forma melhor (e sempre há onde melhorar), a chama da inovação deve ser mantida acessa”.

O presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, lembrou da percepção de excelência que tinha do planejamento estratégico da Previdência Social ainda enquanto atuava em outra pasta de governo. Para o superintendente da Previc, José Maria Rabelo, o planejamento, além de uma ferramenta, é também uma responsabilidade. “É por meio dele que nos comprometemos com os beneficiários”, frisou. 

O secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, relatou o histórico do planejamento estratégico na Previdência Social. “Lá no começo do século, quando o planejamento teve de ser fortalecido principalmente por causa da criação da controladoria, era impensável que um dia alcançaríamos a excelência que temos hoje”.

Para Carlos Eduardo Gabas, o trabalho não é apenas das autoridades e dos gestores, mas um reflexo da ação de todos os demais colaboradores da Previdência Social. “ As melhorias estão é no cotidiano, nos pequenos processos diários”, observou o secretário-executivo do MPS.

Elaboração do Plano de Ação Integrado 2014 – Gestores de planejamento estratégico e inovação institucional das quatro Casas tiveram a oportunidade de apresentar o processo de elaboração do Plano de Ação Integrado 2014 (PAI), ao qual cada entidade está obrigada por meio do Termo de Compromisso de Resultados. No MPS, as etapas foram apresentadas por Nicir Chaves, assessora de Gestão Estratégica e Inovação Institucional.

Apresentaram também os processos de elaboração no âmbito das respectivas entidades Cibele Castro, coordenadora geral de Planejamento e Gestão Estratégica do INSS; Maurício Oliveira, coordenador geral de Planejamento e Organização da Dataprev; e Amable Zaragoza, coordenador geral de Projetos Especiais da Previc. (Rafael Toscano).