Moradores de Pinhão, no Paraná, contam agora com Agência da Previdência Social

Publicado: 09/12/2013 16:54
Última modificação: 29/10/2014 18:57
“Estamos trabalhando para que o cidadão brasileiro possa dispor de conforto, comodidade e segurança quando for requerer os benefícios a que tem direito na Previdência Social”, disse o ministro Garibaldi Alves Filho. Foto: Roberto Homem.

“Estamos trabalhando para que o cidadão brasileiro possa dispor de conforto, comodidade e segurança quando for requerer os benefícios a que tem direito na Previdência Social”, disse o ministro Garibaldi Alves Filho. Foto: Roberto Homem.

A distância entre Pinhão e Guarapuava (municípios localizados na região Centro-Sul do Paraná) se aproxima dos 60 quilômetros. Esse percurso tinha que ser vencido pelos pinhãoenses que precisavam de atendimento previdenciário. De carro, o trajeto pode ser feito em aproximadamente 45 minutos. Para o cidadão mais simples, com pouca instrução e dinheiro escasso, a situação não era fácil. Com a inauguração da agência da Previdência Social (APS) de Pinhão, nesta segunda-feira (9), esse quadro mudou.

“Estamos trabalhando para que o cidadão brasileiro possa dispor de conforto, comodidade e segurança quando for requerer os benefícios a que tem direito na Previdência Social”, comentou o ministro Garibaldi Alves Filho. Para isso, a APS Pinhão conta com instalações amplas e modernas, mobiliário novo e acessibilidade para idosos e pessoas com deficiência.

O deputado federal Nelson Padovani destacou que a agência facilitará a vida dos que eram obrigados a se deslocar até Guarapuava enfrentando um frio que às vezes chegava a três graus abaixo de zero, no inverno. Já o prefeito de Pinhão, Dirceu Oliveira, considerou a nova unidade da Previdência como um presente à cidade, que no próximo dia 15 completa 49 anos de fundação.

A agência que o ministro da Previdência Social inaugurou em Pinhão é a 18ª unidade entregue no Paraná desde que foi lançado o Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX). Já foram contemplados os municípios de Arapoti, Andirá, Astorga, Cambará, Campina Grande do Sul, Imbituva, Lapa, Mandaguari, Paiçandu, Palotina, Pinhais, Prudentópolis, Coronel Vivida, São Miguel do Iguaçu, Mandirituba, Rio Negro e Santo Antônio da Platina.

O PEX prevê a instalação de 720 novas agências em municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes e que ainda não contam com atendimento previdenciário. Sob a responsabilidade da agência de Pinhão está a manutenção de 4,5 mil benefícios, o que representa a injeção mensal de R$ 3,3 milhões na economia local. A unidade apresenta duas salas de perícia médica e sete guichês de atendimento e está aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. O endereço é Rua Lauro Ferreira Caldas, 145, no Centro.

A nova APS está subordinada à Gerência-Executiva do INSS em Ponta Grossa, que é responsável, ainda, por coordenar as equipes de outras 13 agências paranaenses nos municípios de Irati, Jaguariaíva, Laranjeiras do Sul, Telêmaco Borba, União da Vitória, Castro, Ibaiti, Pitanga, Arapoti, Imbituva, Prudentópolis e Ponta Grossa, onde há também uma APS de Demandas Judiciais. Por mês, a Gerência paga 290,8 mil benefícios, ao custo total de R$ 248,7 milhões. (Roberto Homem).