RÁDIO PREVIDÊNCIA: CNPC reduz limite da meta atuarial dos fundos de pensão

Publicado: 29/11/2012 17:42
Última modificação: 03/09/2015 14:42

Tempo de áudio – 52 seg

Ouça o áudio

LOC/REPORTER: O Conselho Nacional de Previdência Complementar, o CNPC, decidiu nesta quinta-feira, 29 de novembro, reduzir em 0,25 ponto percentual o limite da meta atuarial dos fundos de pensão. Desse modo, a partir de 2013 a taxa máxima de juros operada pelos fundos cai dos atuais 6% para 5,75% ao ano. A medida reflete a definição do Conselho pela redução anual da taxa em 0,25 ponto percentual até 2018. O objetivo é que o limite da taxa de juros das fundações chegue a 4,5% em seis anos. A decisão reflete o cenário atual de juros mais baixos da economia brasileira. De acordo com o secretário de políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência, Jaime Mariz, além de ser uma adequação à realidade do mercado, a medida pretende incentivar a diversificação de investimentos por parte dos fundos de pensão no país.

De Brasília, Ana Carolina Melo

Voltar para o topo