RÁDIO PREVIDÊNCIA: Instituição do Funpresp poderá aumentar aposentadoria dos servidores

Publicado: 27/02/2012 17:24
Última modificação: 31/10/2014 17:03

Tempo de áudio – 1min13seg

Ouça o áudio

LOC/REPÓRTER: O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, prevê que a aprovação do fundo de pensão para os servidores públicos federais, pelo Congresso Nacional, poderá aumentar o valor das aposentadorias. O Funpresp deve ser votado pela Câmara dos Deputados nesta terça-feira. O projeto prevê a limitação das aposentadorias dos servidores federais até o teto do INSS e a complementação pelo fundo de pensão.

LOC/REPÓRTER: Ministro, o que significa para o servidor federal a aprovação do Funpresp?

TEC/SONORA: Ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho.

“Nós vamos ter com essa aprovação, amanhã, na Câmara, um projeto de lei que cria um fundo de pensão, uma aposentadoria melhor para o servidor, uma aposentadoria digna, porque ele terá, além do teto que o trabalhador tem de 3.916 reais , poderá ampliar a sua aposentadoria e ainda contribuir para um Fundo de Pensão, além desse teto que o governo igualmente vai contribuir até 8,5%”.

LOC/REPÓRTER: Mas ministro, e os atuais servidores. Eles irão entrar nessa forma de contribuição?

“Para os atuais servidores, para aqueles que servem atualmente para o executivo, ao legislativo, ao judiciário federal, esses continuarão com o mesmo regime de agora. No futuro, sim, no futuro a Previdência não vai ter mais esse buraco que tem hoje, esse déficit que é uma vergonha. E esse déficit são 60 bilhões que poderiam estar sendo investidos em educação, em saúde, na própria melhoria da Previdência”.

LOC/REPÓRTER: Então, servidores que já têm um fundo de pensão são privilegiados com aposentadorias mais robustas?

“Hoje se diz que há uma situação privilegiada para o servidor do Banco do Brasil, para o servidor da Caixa Econômica; quando se fala nesses servidores se diz que esses são realmente servidores privilegiados. Porque? Porque têm um fundo de pensão igual a esse que nós vamos criar”.

LOC/REPÓRTER: Com o Funpresp, a regra será a seguinte: o servidor que quiser ganhar uma aposentadoria acima do teto de 3.916 reais, irá complementar o benefício por meio desse fundo de pensão específico, que vai capitalizar os recursos responsáveis pelo pagamento acima do teto. Assim, o governo e o servidor irão arcar solidariamente com uma aposentadoria maior que o teto. Hoje é o governo que arca com tudo. O Funpresp será uma poupança, como um Fundo de Pensão de Previdência Complementar.

De Brasília, Natália Oliveira

Voltar para o topo