Arrecadação do INSS quer aumentar o número de CND emitidas via Internet

Publicado: 01/12/2000 10:45
Última modificação: 30/10/2014 16:16

Será implantado mecanismo que vai cadastrar, processar e emitir relatórios em uma só ação

Da Redação (Brasília) com Enviado Especial – A Diretoria de Arrecadação do INSS quer aumentar o percentual de CND (Certidão Negativa de Débito) emitida eletronicamente. Hoje, 35% das Certidões são liberadas sem interferência humana, reduzindo o fluxo de contribuintes nas agências da Previdência Social. A proposta vai estabelecer formas de gerenciamento das emissões de CNDs com foco no controle da arrecadação.

Para aumentar o número de certidão emitidas por sistema, a Diretoria pretende ampliar a divulgação e orientação ao cliente do uso da Internet para prestação desse serviço e treinar servidores na utilização da rede. A direção vai criar mecanismo, semelhante ao quiosque de auto-atendimento, que cadastra, processa e emite relatório/CND em uma única ação.

A arrecadação também propõe normatizar as situações que permitem a liberação da CND das empresas optantes do Refis. Por outro lado, será agilizado o processamento da GPS (Guia da Previdência Social), para evitar a pendência do requerimento da Certidão. Serão implantados relatórios gerenciais, que identificarão as obras da construção civil regularizadas com recolhimento incompatível com a área construída. Através dos relatórios, será também identificada a CND emitida pela empresa com parcelamento em atraso, com diferenças na massa salarial e oscilação na arrecadãção do INSS.

A Diretoria quer, ainda, o controle das execuções de créditos previdenciários executados pela Justiça Trabalhista, para impedir a emissão de CND. Ela irá promover a vinculação, via sistema, de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) diferente para uma outra empresa responsável.

Voltar para o topo