Sindicatos e trabalhadores terão acesso às informações da Gfip

Publicado: 30/11/2000 11:43
Última modificação: 30/10/2014 16:18

A partir de janeiro os trabalhadores poderão conferir os seus vínculos empregatícios, contribuições e condições de trabalho

Da Redação (Brasília) com Enviado Especial – O ministro Waldeck Ornélas disse hoje, no Rio de Janeiro, que o mesmo Projeto de Lei que vai liberar o ônus da prova para a concessão de benefícios aos aposentados e pensionistas também vai obrigar às empresas a fornecerem aos sindicatos informações da Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social, a Gfip, sempre que solicitadas.

Ornélas disse, ainda, que a partir de janeiro os trabalhadores vão poder conferir os seus vínculos empregatícios, as remunerações e as condições de trabalho que são informadas ao INSS pelas empresas através da Gfip, por meio da Internet e de quiosques de auto-atendimento, o PREVFácil. Assim, os trabalhadores vão poder acompanhar o seu histórico da Previdência para efeito de aposentadoria e, no caso de distorções, poderá informar à Ouvidoria Geral 0800 78 0191, que providenciará a fiscalização da empresa e a correção dos dados.

“Todas essas medidas significam a adequação da Previdência Social brasileira ao novo modelo adotado no Brasil. Antes, a Previdência Social era excludente porque não tinha critérios atuariais e não tinha como ampliar a proteção social a todos os brasileiros”, explicou o ministro Ornélas.

Voltar para o topo