Piauí é o primeiro Estado a lançar o Siprev

Publicado: 27/11/2000 08:10
Última modificação: 29/10/2014 18:31

Sistema Integrado de Informações Previdenciárias será lançado hoje

Da Redação (Brasília)– O Piauí é o primeiro estado brasileiro a ter informações precisas, atualizadas e completas de cada um de seus servidores públicos e dependentes. É o Sistema Integrado de Informações Previdenciárias (Siprev), que está sendo lançado hoje (27) pelo diretor da Secretaria de Previdência Social, Delúbio Gomes, e pelo governador do Piauí, Francisco Moraes, o Mão Santa. O evento será às 10h na Secretaria de Administração do Estado, em Teresina.

“Todos os servidores do Piauí, agora, estão no Siprev. Com isso, será possível fazer o estudo atuarial exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal”, explica o diretor Delúbio. No total, o Piauí tem 52 mil servidores ativos e 21 mil inativos (aposentados e pensionistas). O Siprev contém o histórico de cada uma dessas pessoas, como quanto tempo cada uma trabalha no serviço público e quantos dependentes têm. Os dados foram levantados por empresas de consultoria.

Integração – “O Siprev é o primeiro passo para a integração das informações previdenciárias”, diz o secretário de Previdência Social, Vinícius Pinheiro. Com o Sistema, o servidor poderá, por exemplo, pedir um extrato, semelhante ao bancário e, assim, saber tudo sobre suas contribuições e sobre os recolhimentos feitos pelo estado. Isso evitará fraudes.

O Sistema também poderá ser utilizado como base para a compensação previdenciária. Com ele, será possível saber exatamente com quanto e por quanto tempo cada servidor contribuiu para o INSS. Simulações de cálculos previdenciários também poderão ser feitas pelo Siprev. Depois do Piauí, será a vez do lançamento do Siprev em Tocantins, previsto para esta quarta-feira (29). Os próximos serão os estados da Paraíba, de Sergipe e de Pernambuco, mais adiantados no levantamento das informações. Apesar disso, muitos outros estados ainda possuem informações totalmente dispersas sobre seus servidores, chegando a utilizar fichários escritos à mão.

O desenvolvimento do Siprev é um dos objetivos do Programa de Apoio à Reforma da Previdência dos Sistemas Estaduais de Previdência (Parsep). O Parsep é financiado pela União e pelo Banco Mundial (US$ 5 milhões de cada), durante três anos.

Voltar para o topo